Domingo 16 de Junho de 2019

Juventude

MOVIMENTO ESTUDANTIL

Vitória dos estudantes combativos e pró-operários nas eleições do Diretório Acadêmico da Fafil/Fundação Santo André

09 Jul 2010   |   comentários

Durante o mês de junho, aconteceram as eleições para o Diretório Acadêmico na Faculdade de Filosofia (Fafil) da Fundação Santo André, onde a chapa ‘Desafiando a Miséria do Possível’ (composta por militantes da LER-QI e estudantes independentes) ganhou com uma votação expressiva de 380 votos, frente a 222 votos da chapa ‘De que lado você samba?’(PSTU e independentes).

O resultado dessas eleições é expressão de um novo setor do movimento estudantil que desde o ano passado se coloca diretamente em combate àreitoria de Oduvaldo Cacalano e em oposição àantiga gestão do Diretório Acadêmico que majoritariamente chamou voto no atual REI-tor. Nossa chapa é fruto da experiência de várias ações de aliança operária-estudantil, como o apoio aos trabalhadores da Philips de Mauá e a importante participação na greve dos professores do Estado de São Paulo, quando a partir da FSA conseguimos organizar um forte grupo de estudantes e professores exigindo a efetivação de todos os professores contratados.

O grupo que se formou a partir dessas experiências se ampliou e se fortaleceu com outro processo de luta, agora dentro da universidade. As funcionárias da cantina terceirizadas estavam há meses sem receber seus salários, várias delas sem contrato de trabalho, além de sofrer os mais absurdos casos de opressão por parte da chefia. Nosso grupo colocou todas as forças no sentido de defender essas trabalhadoras super-exploradas, fazendo um trancaço na cantina por duas semanas exigindo um bandejão subsidiado pela Fundação Santo André com a incorporação de todas as trabalhadoras ao corpo de funcionários da FSA, com todos os direitos garantidos. Infelizmente a maioria da antiga gestão do D.A. não se colocou a serviço dessa luta. O próprio PSTU só se colocou no movimento depois de uma dura política. Para nós, a luta pelo bandejão e contra a terceirização é parte fundamental da luta que nos colocamos a travar como gestão do D.A.

Entendendo que a nossa luta não se finda dentro dos muros da FSA, a chapa Desafiando fez uma campanha que trouxe como eixo a defesa dos trabalhadores da USP que lutavam por aumento de salário e contra o corte de ponto. Também nos colocamos ao lado dos estudantes da estaduais paulistas e principalmente da UNESP de Marília que se mobilizavam em defesa dos trabalhadores.

Fazemos um chamado àchapa ’De que lado você samba?’ a compor a gestão do Diretório Acadêmico, colocando de pé a proporcionalidade, proposta que apresentamos durante as eleições. Hoje, como gestão do DA da FAFIL/Fundação Santo André, reafirmamos nossa luta contra a estrutura de poder na universidade e para colocar de pé um movimento estudantil combativo e militante. Iniciaremos o semestre colocando nossas forças para romper a paralisia da antiga gestão. Pelas demandas dos estudantes: contra a perseguição aos inadimplentes, por bolsas pra quem não pode pagar, na luta pela estatização da FSA e de todas as universidades privadas. Pela aliança operária-estudantil: em defesa dos trabalhadores de dentro e de fora da FSA!

Artigos relacionados: Juventude , ABC Paulista









  • Não há comentários para este artigo