Domingo 21 de Julho de 2019

Nacional

ESCÂNDALO

Violência sexual e trabalho escravo no governo de Ana Júlia Carepa

05 Mar 2008   |   comentários

Ana Júlia Carepa, da Democracia Socialista do PT, organização que há pouco se dizia revolucionária e até trotskista, governa o Estado do Pará, onde ocorreu o caso de uma jovem de 15 anos que ficou presa numa cela com mais de 20 homens sendo sistematicamente estuprada. Esse foi um caso que fez diversos outros escândalos que estavam debaixo do tapete se tornarem públicos. Questionada sobre o fato, Ana Júlia disse que “infelizmente, casos de mulheres presas em celas com homens existe mesmo†.

É vergonhoso que uma organização que se reivindica de esquerda e impulsiona a Marcha Mundial de Mulheres tenha em suas fileiras uma mulher tão reacionária como Ana Júlia Carepa. Esse escândalo nos mostra o quanto é demagógica a política da DS para as mulheres. Sua política “feminista†, de acordo com sua estratégia de “democracia até o final†, significa a manutenção dos chicotes do Estado burguês sobre os corpos das mulheres.

Não a toa, mais uma vez o governo de Ana Júlia está envolto em um novo escândalo. As empresas que financiaram sua campanha eleitoral em 2006, foram acusadas de manter trabalhadores em condições escravas. Ana Júlia disse que não sabia de nada. No começo de 2007, declarou em entrevista sobre a violência no Pará que “Nosso objetivo é sair do título de campeão de violência para ser campeão de direitos humanos†. E nós dizemos: Ana Júlia, você é campeã de hipocrisia e conivência! Punição a todos os culpados! Pela formação de comitês independentes de investigação integrados pelos familiares das vítimas e pelas organizações sindicais e populares! Fora Ana Júlia do governo do Pará! Que as mulheres se organizem com o conjunto da classe trabalhadora e do povo oprimido para tirar hipócritas como a governadora da DS de seu cargo! Chamamos as organizações de esquerda, em 1º lugar o PSTU, a impulsionar juntos uma campanha de denúncia e repúdio internacional!

Artigos relacionados: Nacional , Mulher









  • Não há comentários para este artigo