Juventude

DECLARAÇÃO DE APOIO DO CENTRO ACADÊMICO DOS ESTUDANTES DE GEOGRAFIA DA UNESP RIO CLARO

Um salve de apoio àluta na USP

03 Nov 2011   |   comentários

“...é necessária uma transformação massiva dos homens que só pode processar-se num movimento prático, numa revolução; que, portanto, a revolução não é só necessária porque a classe dominante de nenhum outro modo pode ser derrubada, mas também porque a classe que a derruba só numa revolução consegue sacudir dos ombros toda a velha porcaria e tornar-se capaz de uma nova fundação da sociedade.â€
Karl Marx e Friedrich Engels – A ideologia alemã.
O Centro Acadêmico dos Estudantes de Geografia – CAEGE –, gestão “Espaço e Autonomia†da UNESP de Rio Claro, por meio desta humilde passagem, declarar amplo apoio aos lutadores que nesse momento passam por mais um importante processo de mobilização contra a burocracia acadêmica, a precarização do trabalho, a presença opressora da Polícia Militar no campus universitário e nas favelas brasileiras. Esses lutadores se colocam contra toda a porcaria imposta por esse projeto burguês de Universidade.

Reconhecemo-nos nesta luta e em seus lutadores (estudantes e trabalhadores), pois entendemos que ela vem para somar aos diversos movimentos em lutas que estão acontecendo pelo mundo e, também, fortalece todo o Movimento Estudantil construindo mais uma página de lutas em sua história. Somente assim, nas ruas, ocupando, se colocando às lutas contra esse movimento destrutivo do capital que iremos triunfar e fortalecer um projeto de sociedade realmente a serviço, por e para a classe trabalhadora e seus filhos.

O Estado burguês suas instituições e a PM devem ser destruídos; não devemos naturalizar seus papéis que fundamentam a constituição da propriedade privada e uma degradante divisão social do trabalho; essas contradições somadas a uma perversa luta de classes. Assim, enquanto ativos no Movimento Estudantil não podemos ser submissos aos ideólogos, governantes e a toda estrutura burguesa desta degradante sociedade de classes, onde os pobres sempre perdem, seja na política, na economia, nas questões sociais, etc.;

Esta luta contra a PM deve ser entendida como uma luta em defesa do povo pobre e como um passo a mais àluta pela liberdade humana; esta condição, só será possível através das lutas dos movimentos sociais, dos grupos organizados politicamente junto e a serviço da classe trabalhadora.

Portanto, ‘NÃO CONFIAMOS NA POLà CIA, RAÇA DO CARALHO’ (Adaptado de Racionais MC’s).

FORÇA AOS LUTADORES; ABAIXO A REPRESSÃO; FORA PM; ABAIXO O ESTADO BURGUÊS E TODAS AS SUAS INSTITUIÇÕES SUJAS E BUROCRATAS;

SOBRE AS NOTAS FALà CIOSAS DA Mà DIA BURGUESA, ENCAMINHAMOS UM RAP – VOZ ATIVA DA PERIFERIA – DO GRUPO FACÇÃO CENTRAL, FORTEMENTE REPRIMIDO PELO ESTADO BURGUÊS:

“[...]O Brasil não aceita pobre revolucionário,
O marginalizado defensor do favelado.
Fugi do controle quebrei a algema,
Expandi meu veneno meu ódio minha crença.
Contaminei o corpo revolta incurável,
Terrorista verbal discurso implacável.
Pega seu dinheiro e enfia no cu,
E caráter lapidado no sangue da zona sul.
Implantaram a liberdade de expressão assistida,
Pra rima agressiva do rapper homicida.
Desprendido de mídia público do shopping,
Cuspo na sua TV na sua porra de ibope.
Ativista aqui sou o próximo da lista,
Foda-se a censura represália da polícia.
Se tiver que morrer, aí fazer o que?
Ameaça não intimida Eduardo não faz tremer.
Fala mal de mim rimador da alegria,
Pelo menos não sou puta não vendi minha ideologia.
Não trai a minha história minha raiz no cortiço,
Prossigo minha missão pra multi sou nocivo.
Invadi a mansão igual um rolo compressor,
O playboy se borrou com a verdade no televisor.
Denunciei sem medo a guerra civil brasileira,
Obrigado favela pelo FC na camiseta.
Oficial de justiça não apreendeu meu cérebro,
Dentro e fora da cadeia locutor do inferno.
Sou periferia em cada célula do corpo,
Por isso uma par de porco tá me querendo morto....â€
(Trecho da letra “Sei Que Os Porcos Querem Meu Caixão†)

Atenciosamente,

Centro Acadêmico dos Estudantes de Geografia:
CAEGE - "XXIX de maio" - UNESP - Rio Claro

3 de novembro de 2011

Artigos relacionados: Juventude









  • Não há comentários para este artigo