Quinta 18 de Julho de 2019

Movimento Operário

ESTADUAIS PAULISTAS

Trabalhadores da Unesp – Marília decidem estender o indicativo do Sintusp às três universidades

24 Mar 2010   |   comentários

Reunidos em assembléia no dia 22 de Março, os trabalhadores do campus de Marília da UNESP decidiram propor ao Fórum das Seis (reunião dos sindicatos e DCE’s da USP, UNESP/FATEC e UNICAMP) que amplie o chamado a paralisação no dia 30 de Março do Sindicato dos trabalhadores da USP às três universidades.

Várias falas demonstraram a indignação com o reajuste somente aos docentes, bem quando por 4 anos colocamos a luta por uma parcela fixa para diminuir o fosso salarial na universidade, dando proporcionalmente um reajuste maior aos que recebem menos. Os reitores por sua vez preferem aprofundar esse fosso salarial dando um reajuste unicamente aos docentes. Por isso, entre vários outros pontos da nossa pauta, votamos que a paralisação seja ampliada às três universidades estaduais paulistas.

Infelizmente esta proposta teve que ser votada pela posição vacilante do Sintunesp em chamar decididamente os trabalhadores àluta. A diretoria do Sintunesp alegando não haver disposição dos trabalhadores preferia não paralisar no dia 30, quando será protocolada a pauta unificada de reivindicações das três universidades. A votação, por amplo contraste, demonstrou o contrário: a disposição de ir a luta da categoria. Nessa perspectiva, chamamos o Sintunesp a rever suas posições vacilantes e encabeçar firmemente a luta pelas nossas reivindicações, começando por construir esse indicativo de paralisação em todas as unidades.

Rafael Del é trabalhador do Restaurante Universitário da UNESP de Marília e militante da LER-QI.

Artigos relacionados: Movimento Operário , Marília









  • Não há comentários para este artigo