Internacional

SOLIDARIEDADE ATIVA AOS TRABALHADORES DA PANRICO

Todo apoio àcampanha internacionalista em solidariedade com os trabalhadores de Panrico

21 Mar 2014   |   comentários

Os trabalhadores de Panrico também mostraram sua solidariedade internacionalista, mediante ações concretas. Mobilizaram-se às portas do Consulado argentino em Barcelona, exigindo a absolvição dos petroleiros de Las Heras e enviaram vídeos de solidariedade com as lutas operárias de Kromberg e Liliana na Argentina,

No Estado Espanhol, milhares de empresas estão aplicando ajustes selvagens para que a crise seja paga pelos trabalhadores: reduções salariais, perda de conquistas, milhares de demissões e também fechamentos de empresa. Não obstante, a patronal se está defrontando com importantes lutas de resistência, como é o caso dos trabalhadores de Panrico e Coca Cola. No caso de Panrico na Catalunha, é uma das greves mais duras de todo o Estado Espanhol, expressão de uma nova resistência operária. Com mais de 5 meses de greve por tempo indeterminado, transformou-se em um emblema de luta e resistência em todo o Estado espanhol. Os trabalhadores e trabalhadoras têm um lema que já é histórico: 0 demissões, 0 reduções salariais! Apesar da traição sindical, decidiram enfrentar o plano da empresa, organizaram um fundo de resistência e foram apoiar outras lutas.

Os trabalhadores de Panrico também mostraram sua solidariedade internacionalista, mediante ações concretas. Mobilizaram-se às portas do Consulado argentino em Barcelona, exigindo a absolvição dos petroleiros de Las Heras e enviaram vídeos de solidariedade com as lutas operárias de Kromberg e Liliana na Argentina, e com os garis do Rio de Janeiro, que também mostraram sua solidariedade com a greve de Panrico. Também receberam mostras de solidariedade internacional, como recentemente a visita dos jovens franceses da Corrente Comunista Revolucionária no Novo Partido Anticapitalista, a visita em janeiro de Christian Castillo, dirigente do PTS da Argentina e deputado da Frente de Esquerda e dos Trabalhadores, e os aportes econômicos realizados em ambas ocasiões para a caixa de resistência.

Depois da grande jornada de solidariedade a Panrico neste 20/3 em distintos países, os trabalhadores de Panrico estão fazendo um chamado a redobrar a solidariedade internacional com sua luta, fazer concreto o lema de que “a classe operária é uma e sem fronteiras†. Lançaram um chamado de apoio às organizações operárias e da esquerda mundial, para retomar as tradições do internacionalismo operário, mediante contribuições materiais àgreve e ações de apoio.

Artigos relacionados: Internacional









  • Não há comentários para este artigo