Educação

EDUCAÇÃO

Professsores em Franca: respondendo a truculência

23 Mar 2015   |   comentários

Mais de 200 professores, pais, alunos e agentes de organização escolar realizaram um ato na frente da D.E. de Franca contra o assédio dessa Diretoria

Na última semana, um fato em Franca chamou a atenção dos professores em greve em todo o estado.

Se os professores estão acostumados com os autoritarismos cotidianos, orientados pelo governo e implementado pelos diretores de ensino e seus subordinados, a truculência e o assédio não possuem limites, e sempre acabamos nos surpreendendo.

O diretor de ensino de Franca, Hugo César Tasso, ficou conhecido na última semana nas redes sociais pela sua carta de orientações contra a greve, digna do regime militar brasileiro, que nosso leitor lê abaixo.

Mas isso não foi o suficiente pra insanidade desse senhor, capacho de Alckmin. Na mesma semana, ao passar pela Escola Estadual Otávio Martins de Souza, usou toda sua truculência ao arrancar os materiais da greve na frente de toda a comunidade escolar, professores, pais, alunos. Vociferou contra a vice-diretora e assediou todos ali presentes, ameaçando chamar a polícia.

Porém hoje, nessa segunda, dia 23, Hugo teve seu troco. Mais de 200 professores, pais, alunos e agentes de organização escolar realizaram um ato na frente da D.E. de Franca contra o assédio dessa Diretoria. A braveza ficou pequena.

Parabéns a todos professores, estudantes e demais presentes no ato.

Alguns diretores podem até babar de raiva: o problema, Huguinho, é que nós temos mais dentes. A mordida pode ser bem dolorida. A greve segue.

Artigos relacionados: Educação









  • Não há comentários para este artigo