Domingo 20 de Outubro de 2019

Juventude

Porque o Rodas deve ser “persona non grata†em toda a USP

20 Oct 2011   |   comentários

As recentes desavenças entre a Faculdade de Direito e a Reitoria da USP são expressão de disputas entre distintas frações da burocracia acadêmica da universidade. Para além dos justos apontamentos da Faculdade de Direito denunciando as atitudes arbitrárias de Rodas contra a biblioteca da faculdade e sua tentativa de homenagear banqueiros, a verdade é que é uma disputa de poder alheia aos interesses dos trabalhadores e estudantes. Não àtoa grande parte da polêmica está em torno de milionários “tapetes orientais†e de projetos de empresas privadas ligados ao elitista “Clube das Arcadas†.

Entretanto, o título de “persona non grata†vem num momento em que não somente estes setores da burocracia acadêmica da Faculdade de Direito se enfrentam com a Reitoria. Por isso os estudantes e trabalhadores desta faculdade aclamaram a decisão de declarar Rodas como “persona non grata†. Na USP inteira o Rodas vem construindo inimigos, atacando a todos os setores possíveis, desde disputas de poder entre as burocracias, até por exemplo a tentativa de expulsar o Núcleo de Consciência Negra da USP. Diante desta situação, é necessário por um lado, ter uma política independente de qualquer ala da burocracia acadêmica. E por outro é necessário dizer que Rodas deve ser “persona non grata†em toda a USP, porque privatiza a universidade, demite e persegue os lutadores!

Artigos relacionados: Juventude , Direitos Humanos









  • Não há comentários para este artigo