Movimento Operário

Tira o DDT daqui e manda pro Adorno!

Paralisação na Biblioteca da FFLCH

23 Feb 2015   |   comentários

Hoje, estudantes e trabalhadores estiveram lado a lado durante a paralisação exigindo que o acervo seja retirado da biblioteca.

A Biblioteca Florestan Fernandes, localizada na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP amanheceu de portas fechadas. O motivo, paralisação votada pelos trabalhadores da própria Biblioteca.

Graças a essa ação, os trabalhadores cuidaram para que as centenas de novos alunos que ingressam essa semana nos cursos da FFLCH não fossem expostos aos químicos perigosíssimos que podem circular dentro da Biblioteca desde que o acervo de 9200 livros doado àfaculdade foi lá instalado

Apesar dos relatos de mal estar e do laudo do IPTque confirma a contaminação do acervo com DDT, DDE e DDD, a direção da Faculdade na figura de Sérgio Adorno (atual diretor), mantém-se intransigente na retirada dos livros de dentro da Biblioteca.

Segundo Adorno o valor bibliográfico das obras é inquestionável. Seria questionável então o valor das vidas de trabalhadores e estudantes, usuários assíduos da biblioteca?

Hoje, estudantes e trabalhadores estiveram lado a lado durante a paralisação exigindo que o acervo seja retirado da biblioteca. Vestidos de mortos, os estudantes deixaram claro que a economia realizada pelo diretor fará desse "nobre intelectual" o responsável por graves doenças e talvez até mortes.

A escolha do diretor demonstra claramente o que pensa dos que estudam e trabalham na universidade. Aqueles que suam para colocá-la de pé, que adoeçam. Aqueles que dependem dos seus recursos para permanecer nela, como o uso de livros "gratuitamente" na biblioteca, adoeçam também.

Apenas em movimento podemos ganhar esse cabo de força, e mostrar a direção da faculdade que se para eles de nada valemos, não cabe a eles decidirem o que será feito de nossa biblioteca, faculdade, restaurantes e creches.

O acervo tá contaminado, o Adorno não vê problema,
PÕE NO GABINETE DELE!

TODO APOIO À PARALISAÇÃO DOS TRABALHADORES, ATÉ QUE O ACERVO CONTAMINADO SEJA RETIRADO!
VIVA A LUTA DOS TRABALHADORES E DOS ESTUDANTES!

Artigos relacionados: Movimento Operário , São Paulo Capital , Universidade









  • Não há comentários para este artigo