Palavra Operária nº076

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

SÃO PAULO

Declaração da LER-QI frente ao assassinato na USP

O lamentável assassinato de Felipe Ramos de Paiva, estudante da FEA, que comoveu a comunidade universitária e todo o país, vem sendo utilizado como um motivo para tentar resolver os problemas da universidade e da sociedade com as botas da polícia mais uma vez. Leia também: SOBRE A MORTE DE FELIPE RAMOS DE PAIVA, ESTUDANTE DA USP

CÓDIGO FLORESTAL

Licença para desmatar

Por: Gilson Dantas Foi aprovado por esmagadora maioria de deputados e seguiu para o Senado o novo Código Florestal (PL 1876/99). O agronegócio aplaude. Os ambientalistas mais sérios denunciam claramente que nesse novo Código só falta um artigo afirmando que é proibido preservar o ambiente e reflorestar: de resto, estamos diante de uma carta branca para a destruição do patrimônio florestal, genético e hídrico Soja, cana e pasto: meninas dos olhos do agronegócio vão continuar se expandindo ali onde deveria haver (...)

ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO

A crise de Campinas e o gerenciamento capitalista dos grandes negócios

Por: Francisco Pontes Nas últimas semanas, um grande esquema de fraudes, irregularidades e propinas nas licitações públicas em Campinas veio a tona em uma mega-operação do Ministério Público Estadual de São Paulo. Membros do alto escalão do governo, entre eles a chefe de gabinete e primeira-dama da cidade, o vice-prefeito, membros da SANASA (Sociedade de Abastecimento de à gua e Saneamento – principal órgão público envolvido), além de empresários ligados a WTorre, Andrade Gutierrez e Camargo Correa estão entre os (...)

DEBATE COM A ESQUERDA

A Frente de Esquerda e dos Trabalhadores na Argentina e algumas lições para a esquerda no Brasil

Por: Thiago Flamé A FIT demonstra que é possível a unidade entre diferentes organizações, a partir de um programa classista e revolucionário, sem limitar em nenhum aspecto a liberdade de critica e o debate público das diferenças.

EDITORIAL

150 dias de governo Dilma: mostras de um governo mais frágil e com crescentes contradições

Por: Leandro Ventura Os resultados da eleição e a composição de um parlamento com a mais significativa maioria governista em muito tempo, pareciam indiciar que salvo por alguma turbulência externa como a quebra da dívida em algum país do mediterrâneo (o que não se deve descartar nem no curto nem no médio prazo) o país velejaria sob o timão da “mãe do PAC†em um mar sereno. Rapidamente a foto mudou.

Internacional

NOTAS MILITANTES - S0BRE A FRENTE DE ESQUERDA ARGENTINA

Uma oportunidade para a organização política da vanguarda operária inédita há décadas

Por: Emilio Albamonte, PTS , Fredy Lizarrague, PTS Para os que lutamos pela revolução operária e socialista, a participação nas eleições e a eventual utilização da tribuna parlamentar (se elegem deputados) serve se permite desmascarar frente à s massas as falsas promessas das distintas opções da burguesia, e incentivar a confiança na ação extra- parlamentar e na auto organização operária e popular, com a perspectiva estratégica de um governo dos trabalhadores e a expropriação dos expropriadores, única forma de terminar com a exploração e (...)

ESTADO ESPANHOL

A irrupção da juventude abre as primeiras fendas no regime herdeiro de Franco

Por: Santiago Lupe, Classe contra Classe (Estado Espanhol) Durante a última semana, as principais praças das cidades do Estado espanhol foram o foco de atenção de todo o mundo, especialmente para os lutadores operários e da juventude que seguiram com atenção como se desatava, em um dos países mais golpeados da Europa pela crise capitalista, um amplo movimento da juventude contra as obscuras perspectivas de futuro à s quais nos condenam os patrões, os banqueiros e os políticos a seu serviço. As dezenas de concentrações e acampamentos ao redor do mundo (...)

CRISE ECONÔMICA

Europa: das “duas velocidades†a um choque em cadeia?

Por: Paula Bach A crise de dívida que golpeia Grécia, Portugal, Irlanda, Itália e Espanha, já não é só uma crise de dívida. A profunda crise política aberta como subproduto dos planos de ajuste na Espanha, em Portugal e na Grécia torna impensável que os desprestigiados governos possam redobrar os planos de ajuste tal como exigem a UE e o FMI. As propostas de mudanças conservadoras, como o Partido Popular da Espanha ou o social-democrata (PDS) ou demo-cristão (CDS-PP) de Portugal, podem chegar ao governo mais (...)

ESTADO ESPANHOL: DEPOIS DA VITÓRIA CONTRA A POLà CIA EM BARCELONA

Trabalhemos para confluir com os trabalhadores na perspectiva de Greve Geral

Por: Cynthia Lub, Clase Contra Clase Estado Espanhol A derrota da tentativa de desocupação realizada pela polícia anti-distúrbios em Barcelona na sexta-feira passada, 27 de maio, constitui um importante triunfo para o movimento. Esse dia o operativo posto em marcha por Felip Puig – Conselheiro do Interior de CiU – foi derrotado pela resistência dos milhares que cercaram a praça e das centenas que estavam retidos ilegalmente em seu interior. No final foram eles quem tiveram que fugir em debandada. No dia seguinte milhares de pessoas defenderam a (...)

Movimento Operário

PRIMEIROS APONTAMENTOS PARA UM BALANÇO DA CAMPANHA SALARIAL DO METRÔ

Papel vergonhoso do PSTU e do PSOL suspendendo a greve do Metrô

Por: Marília Rocha e Gabriel Amorim, metroviários e militantes da LER-QI No dia 31 de maio de 2011, em todos os cantos da cidade e na imprensa, todos falavam da greve dos metroviários marcada para dia 1 de junho. Mesmo com a propaganda falaciosa do governo tentando jogar a população contra os metroviários, boa parte dos passageiros demonstrava seu apoio e solidariedade aos trabalhadores do Metrô. DEPOIMENTOS DE TRABALHADORES METROVIà RIOS

ELEIÇÃO APEOESP

“Não aceitamos a divisão entre professores efetivos e temporáriosâ€

Por: Márcio Barbio , Rita Frau Neste ano a corrente Professores Pela Base, composta por militantes da LER-QI e independentes, participa das eleições da APEOESP como parte da Chapa 2 – Oposição Unificada na Luta. Nossa corrente está intervindo nestas eleições com o objetivo de denunciar a política da atual Diretoria do Sindicato que no ano passado fez de nossa greve “moeda de troca†pelas eleições de Dilma Roussef, impondo uma brutal derrota contra a categoria, que hoje sente suas conseqüências. Esta verdadeira burocracia (...)

Juventude

QUE O ESTADO NÃO REGULE NOSSAS VIDAS!

Pela legalização das drogas!

Por: Bernardo Andrade Os revolucionários temos que desfazer a confusão ideológica que coloca a burguesia, nós não caímos na armadilha que é o moralismo burguês, defendemos a legalização de todos os tipos de droga ou substâncias, para todos os tipos de uso, medicinal, científico e recreativo.

MARCHA PELA LIBERDADE

Como na Espanha e em Tahir a juventude está aqui para resistir!

Por: Fernando Pardal Um dia após a repressão policial à juventude espanhola que ocupou as praças e ruas lutando contra a política de seu governo que não lhe oferece nenhuma perspectiva de futuro, aqui nas ruas de São Paulo os jovens também tomaram as ruas para protestar contra a violência policial, exigindo seu direito à liberdade de expressão. Leia Também: PELA LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS!

ELEIÇÕES DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DA FAFIL NA FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ

Chapa Tahir- Da luta não me Retiro: Em defesa do D.A. FAFIL militante e combativo!

Nós da LER-QI que junto com valorosos ativistas independentes no último ano estivemos a frente do D.A. FAFIL, construímos hoje uma nova chapa com dezenas de estudantes para manter o D.A. como uma entidade militante e combativa, aliada aos trabalhadores e em defesa de uma FSA Pública, Gratuita e de Qualidade para todos.

Iº CONGRESSO DA ANEL

Os novos tempos que vive a juventude não podem ser marcados pelas velhas entidades

Por: Felipe Campos Apesar dos fluxos e refluxos do movimento estudantil, o desenvolvimento da crise econômica que prepara ataques para toda a juventude e os trabalhadores, combinada as mobilizações de massas na primavera árabe e recentemente no Estado Espanhol, dão o sinal dos tempos que estão por vir.

Atividades

LANÇAMENTO

Centenas participam da jornada de lançamentos do livro “A precarização tem rosto de mulherâ€

Teorizar sobre a classe operária quando esta se coloca como sujeito, reconstruir momentos de uma luta acompanhando o apaixonante processo de avanço da consciência de classe dos trabalhadores, extrair as lições a partir de erros e acertos, mostrar o tortuoso processo de combate à opressão, estes foram alguns dos objetivos da publicação.

TELECONFERÊNCIA

A juventude da LER-QI, junto a independentes, convida para debater como avançar na nossa organização para encarar os desafios e tarefas na atual situação

Novos tempos. Nunca é demais insistir nessa idéia depois de tantos anos em que a ideologia dominante bombardeou as mentes, os corpos e os corações da juventude.