Palavra Operária nº073

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Internacional

PRIMAVERA Ã RABE

As ondas populares engolem os autocratas do Magreb e começam a emborcar os elos débeis do capitalismo mundial

Por: André Augusto O ano de 2011 inaugurou uma poderosa primavera árabe na região do Magreb, no norte da à frica, com massivas mobilizações que tratam de transformar países como a Tunísia, o Egito, o Iêmen, entre outros, do Oriente Próximo ao Oriente Médio, nos atores pioneiros no teatro mundial de grandes batalhas de classe contra as amplas penúrias das massas e a degradação das condições de vida trazidas pela crise econômica mundial em (...)

ABAIXO MUBARAK

Viva a luta dos trabalhadores e do povo do Egito

Por: Claudia Cinatti, PTS No Egito, o processo de rebelião operária e popular teve um novo auge em 1° de fevereiro, quando se mobilizaram entre 2 e 4 milhões de pessoas exigindo a renúncia do ditador Hosni Mubarak que dobrou a aposta e anunciou que pensa em permanecer no poder até as eleições presidenciais de setembro, com a única concessão de não se candidatar em outra eleição.

INTERNACIONAL

A roda histórica e o II Congresso do NPA francês – por um partido operário revolucionário e internacionalista

Por: Léo Rodrigues Sob força histórica de uma realidade que insiste em caminhar a passos largos, e sob a pujança da própria realidade nacional, é que se realizará o II Congresso do Novo Partido Anticapitalista (NPA) francês.

LANÇAMENTO DO BLOG CUBA REVOLUÇÃO

Um instrumento para lutar em defesa da Revolução Cubana e suas conquistas fundamentais!

Por: Bernardo Andrade Desde o blog Cuba Revolução queremos intervir na medida de nossas pequenas forças, aportando no sentido de aprofundar o debate e avançar um programa que possa golpear as bases de apoio do processo de restauração capitalista que assola as conquistas fundamentais da Revolução Cubana. Acesse o site: WWW.CUBAREVOLUCAO.ORG

Nacional

NACIONAL

Enchentes e deslizamentos: o capitalismo e seus governos tucanos e petistas matam!

Por: Vinícius Pena , Leandro Ventura Se o crescimento econômico ainda esconde problemas estruturais do Brasil, as reincidentes enchentes e deslizamentos de começo de ano que atingiram diversos estados como Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro e resultaram em milhares de vítimas, escancaram a precarização da vida e desmascaram o demagógico e verborrágico Brasil, país potência do futuro de Lula e Dilma. Leia também: ENCHENTES DE SÃO PAULO, A SABESP E SUA SENHA DE LUCROS QUE MATAM! DESABAMENTOS E ENCHENTES EM MAUà(...)

Desabamentos e enchentes em Mauá: Tragédia promovida pelo capitalismo

Todo começo de ano, casas são derrubadas, soterradas, destruídas e, por consequência da negligência e descaso dos governantes capitalistas, são novamente reerguidas para dar reinício ao drama de milhares de famílias. A tragédia de Mauá se insere num contexto nacional mais amplo.

Enchentes de São Paulo, a SABESP e sua sanha de lucros matam!

As recentes enchentes de São Paulo nas cidades de Mauá e Ribeirão Pires, na região metropolitana, ou no Jardim Pantanal na própria capital, escancaram a absoluta realidade em cada uma destas tragédias recorrentes em todo o país.

MST: afogado em corporativismo e silêncio

É absurda e criminosa a atuação do MST frente a estas imensas tragédias recorrentes e nacionais. Este que é um dos maiores movimentos sociais do país consegue fazer pior que a CUT que ao menos instou seus sindicatos a doarem algum dinheiro.

EDITORIAL

Brasil potência que avança e de classe média ou Brasil precário e das tragédias?

Por: Francisco Pontes Dilma inicia seu governo se apoiando nos baixos índices de desemprego e no sentimento de “que a vida está melhorando†por parte dos trabalhadores e do povo pobre. Porém, as notícias que marcam os primeiros passos desse governo são emblemáticas: enquanto o povo da região serrana do Rio de Janeiro morria afogado no barro e preso entre os escombros, os deputados com o apoio de Dilma aprovavam aumento para seus salários 333 vezes maior que o valor de aumento que darão ao salário mínimo. Se durante a (...)

Mulher

NACIONAL

Dilma: uma mulher no poder não muda o Brasil da precarização e da criminalização do aborto!

Por: Flávia Valle A realidade do Brasil e das mulheres trabalhadoras continua sendo uma realidade de muita opressão, criminalização e exploração, não do país de classe média mas do verdadeiro Brasil da precarização do trabalho e da vida, onde milhares de mulheres sofrem com a violência e com a impossibilidade de decidirem sobre seus próprios corpos.

NOVA PUBLICAÇÃO DAS EDIÇÕES ISKRA

"A precarização tem rosto de mulher"

No mês de março será lançado o livro "A precarização tem rosto de mulher" das Edições ISKRA, que conta a história da luta das trabalhadoras e trabalhadores terceirizados da USP. Organização de Diana Assunção, diretora do Sintusp e dirigente da LER-QI. Apresentação de Claudia Mazzei Nogueira e Maria Beatriz Costa Abramides. CLIQUE AQUI PARA LER O PRÓLOGO

Juventude

EDUCAÇÃO

Herman Voorwald: quem é o novo secretário de educação de SP?

Dia 17 de dezembro de 2010, Herman Voorwald, ex reitor da Unesp, foi nomeado o mais novo secretário da educação do governo do estado de SP. Para muitos dos ingressantes na categoria de professores, ainda estudantes e licenciados pela Unesp, Herman já é figurinha carimbada e tem um passado que confirma o descaso com a educação pública e de qualidade, com os estudantes, funcionários e (...)

ENEM/SISU/PNE

Educação a serviço do povo ou dos monopólios?

Por: Felipe Campos Apesar de que boa parte da população ter ilusões de ascensão social porque seus filhos tiveram acesso à universidade, isto se dá fundamentalmente nas privadas e no marco de um crescimento econômico que não pode ser duradouro no marco da crise internacional.

CONTRA O AUMENTO DO TRANSPORTE PÚBLICO

Estatização do Busão! Passe Livre Já para toda a população!

Por: André Bof , Daniel Bocalini, estudante da Unesp de Marília Mais um grande ato com cerca de 3500 pessoas se realizou no centro de São Paulo na última quinta-feira, 27/01, contra o aumento da passagem do ônibus. O mesmo cenário começa a se repetir em várias capitais brasileiras como em Brasília, Aracajú, e em Salvador, onde o movimento já começa a ser intitulado de “revolta do buzú 2011†em alusão a mobilização que levou dezenas de milhares de estudantes secundaristas e universitários à s ruas da capital baiana em setembro de 2003. LEIA TAMBEM: MAIS UMA VEZ (...)

SÃO PAULO

Mais uma vez as ruas são tomadas contra o aumento da passagem!

Por: André Bof , Daniel Bocalini, estudante da Unesp de Marília Um pouco antes de fecharmos essa edição, mais de 4 mil pessoas, na maioria a juventude, tomaram as ruas na 4ª passeata contra o aumento da passagem. A manifestação saiu do MASP e terminou em frente à prefeitura de SP.

Movimento Operário

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Cada luta parcial é preparatória das grandes batalhas por democracia na universidade

Por: Diana Assunção , Marcelo (Pablito) Santos, diretor do Sintusp O ano na USP começou dia 03 de janeiro com a demissão de 270 trabalhadores, tema sobre o qual a Reitoria alega estar agindo por “dentro da legalidade†. Trata-se de mais uma tentativa de dividir os trabalhadores, entre aqueles que seriam os “velhos privilegiados†e os “moços sem possibilidade de ascensão†. Veja tambem: vídeo - entrevista com Chico de Oliveira

ATO EM SÃO PAULO DE SOLIDARIEDADE A LUTA DO POVO EGà PCIO. Nessa Sexta 11/02 às 17h em frente ao prédio da Gazeta (Av. Paulista, 900)

Ato em São Paulo de solidariedade a luta do povo egípcio. Nessa Sexta 11/02 às 17h em frente ao prédio da Gazeta (Av. Paulista, 900)

SOLIDARIEDADE A LUTA DO POVO EGÃŒPCIO

Carta àCentral Sindical e Popular Conlutas

Consideramos equivocado nos dirigir em carta formal ao representante de uma Ditadura, como a do Egito, que nesse momento acaba de ser destituido pela força combativa dos trabalhadores e do povo egípcio, pedindo que se “faça chegar até o governo Mubarák a nossa mensagem†.