Palavra Operária Nº107

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

EDITORIAL

PARA ELES, TUDO. PARA NÓS, NADA.

Temos que dizer chega a essa “democracia dos ricosâ€

Por: Fernando Pardal Nos próximos meses vamos nos deparar com todo tipo de propaganda pedindo um voto. Mais um voto para que eles possam continuar com privilégios, recebendo salários – sem contar os “extras†– de mais de 26 mil reais (36 vezes mais que o salário mínimo). Somadas as verbas, os deputados e senadores custam mais de 1 bilhão de reais por ano. Sem falar nos salários dos juízes.

NACIONAL

CRISE DA Ã GUA

Uma resposta dos trabalhadores para a crise da água

Por: Thiago Flamé O verão sem chuvas e o longo período de estiagem estão mostrando a falta de eficiência do sistema de abastecimento no principal polo industrial do país. Apesar do governador Geraldo Alckmin negar, já existe falta de água em muitas regiões.

MOVIMENTO OPERÃ RIO

COMO ESTÃO OS METROVIà RIOS APÓS AS DEMISSÕES

Ninguém fica pra trás!

A derrota que sofremos com as 42 demissões abriram caminho para o Metrô, no pós-greve, avançar sobre a categoria impondo um clima de terror na base, através do desconto dos dias da manutenção e da segurança, um forte assédio nos locais de trabalho pelas chefias, tentativa de colocar câmeras nas cabines dos trens, restrição do acesso aos demitidos nas áreas internas, proibição de manifestação não autorizada nas dependências do metrô, intimação para os demitidos prestarem depoimento na DELPOM (...)

PROFESSORES PELA BASE

Não baixar a guarda! Preparar uma forte greve para o segundo semestre!

Por: Professores Pela Base As férias dos professores da rede estadual de São Paulo foram marcadas por uma justa inquietação frente a mais um ataque vindo do governo do Estado (PSDB). Veio à tona uma minuta elaborada pelo governo, com uma proposta de reformulação do “Estatuto do Magistério Público do Estado de São Paulo†, que é um verdadeiro ataque ao professorado e à educação de conjunto. Frente à inquietação crescente dos professores, o governo prontamente retirou a tal minuta da pauta. A questão é: será que ele tirou (...)

PROFESSORES PELA BASE

Professores pela Base no ato do Sepe no Rio de Janeiro

Por: Professores Pela Base No dia 24/07, Marcio Barbio, diretor da APEOESP pela Chapa 4 – Oposição Alternativa, e militante do Professores pela Base, esteve no ato convocado pelo Sepe, Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro, em defesa do direito de greve.

MOVIMENTO OPERÃ RIO INDUSTRIAL

Contra lay-offs, suspensões e demissões na indústria automotiva

Por: D. trabalhador da industria de autopeças do ABC Nos primeiros meses do ano a superexploração dos trabalhadores foi gigantesca. A maioria das fábricas do ramo automotivo trabalhou com capacidade máxima, sem dias de folga para os trabalhadores e horas extras quase todos os dias, principalmente nas fábricas de autopeças.

ECONOMIA

Inflação: um ajuste dos governos e patrões contra os trabalhadores

Por: Flávia, estudante de economia da Unicamp Vemos a cada compra do mês que os alimentos estão consumindo cada vez mais a nossa renda. Todos os dias os jornais nos bombardeiam com notícias sobre a inflação destacando como é importante o aumento das taxas de juros (hoje em 11% as maiores do mundo) e no trabalho as chefias nos dizem que é hora de começarmos sacrifícios abrindo mão de nossa luta por aumentos reais nos salários, principalmente nas datas bases, como as que virão para o próximo semestre. Como os trabalhadores e o povo pobre devem (...)

GREVE DAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS PAULISTAS

Os trabalhadores da USP, Unesp e Unicamp podem vencer

Por: Bruno Gilga, diretor do Sintusp , Pablito Santos, diretor do Sintusp e trabalhador do Restaurante da Física Mesmo com todo o cerco da mídia contra a nossa greve durante a Copa do Mundo, mesmo com as férias, e mesmo com a tentativa dos Reitores de dividirem nossa greve propondo reajustes específicos Unesp e Unicamp: a greve chega em agosto no mesmo ritmo e com a mesma força que se iniciou há mais de 60 dias! A tática de desgaste da Reitoria falhou! A divisão de tarefas entre Governador e Reitores não pode mais se sustentar com o início da campanha pré-eleitoral e a tentativa do governador Geraldo (...)

GREVE DA USP

"O ’não tem arrego’ é pra mostrar a nossa força no Hospital Universitário"

A greve está se mantendo firme, o pessoal está muito confiante. Depois de 19 anos sem parar, o hospital estava uma calamidade estávamos revoltados. Muitos se rebelaram, saíram do armário, mostraram sua cara e entraram na luta.

PÃO E ROSAS NA GREVE

A luta das mulheres é parte da luta de classes

Por: Por Bárbara, trabalhadora do Hospital Universitário da USP A greve dos trabalhadores da USP já ultrapassou 60 dias de greve e desde seu início as estudantes e trabalhadoras do grupo de mulheres Pão e Rosas estão mergulhadas nessa greve apoiando ativamente e atuando junto à Secretaria de Mulheres do Sintusp.

JUVENTUDE

FORTALECER A GREVE DAS UNIVERSIDADES E BARRAR A REPRESSÃO

Todas as forças para retomar uma forte greve estudantil nas estaduais paulistas

Por: Daniel Bocaline, estudante da Letras da USP , Fernanda Montagner, militante da Juventude às Ruas e coordenadora do Centro Acadêmico de Ciências Humanas da Unicamp A forte greve entre trabalhadores das estaduais paulistas, principalmente na USP, para derrotar o governo Alckmin e barrar o projeto de universidade elitista tem hoje sua principal debilidade na fraqueza da mobilização entre professores e estudantes.

INTERNACIONAL

ESQUERDA

O PSOL e a posição escandalosa de sua candidata Solange Pacheco

Por: Simone Ishibashi Está circulando pelas redes sociais um vídeo e textos da candidata pelo PSOL a deputada federal do Rio de Janeiro, Solange Pacheco, que é uma verdadeira afronta a todos os que se consideram de esquerda. No vídeo, Solange Pacheco, se apresenta como candidata do PSOL, e afirma ter “um firme propósito de expressar sua indignação contra os ignorantes que estão crucificando Israel†. Em seu texto, vai mais longe. Diz: “Essa demonização do Estado democrático de Israel e a vitimização dos povos (...)

POR UMA PALESTINA LIVRE, LAICA E SOCIALISTA

Querem uma trégua para dobrar os palestinos

Por: Diego Dalai O número de mortos e feridos pelo Estado de Israel segue em franco aumento. O exército sionista bombardeou hospitais, escolas, mesquitas e até um grupo de crianças. Já assassinaram mais de 1.000 palestinos, feriram outros 4.000 e há dezenas de milhares de refugiados. 70% dos mortos são civis e mais de 20% crianças.

COMBATE DE CLASSE

Lear: algumas lições de uma “escola de guerra†internacional

Por: André Augusto A dura luta dos trabalhadores da fábrica de autopeças Lear Corporation, na Argentina, contra as centenas de demissões e suspensões ilegais promovidas por esta multinacional norteamericana, já se prolonga por 2 meses.

LUTA NEGRA

Após seis meses de luta, vence a greve dos mineiros da à frica do Sul

Por: Diego Sacchi Na segunda-feira, 23 de junho, J. Mathunjwa, presidente da AMCU (Associação de Mineiros e Sindicato da Construção, segundo sigla em inglês) anunciava a assinatura do acordo salarial que colocava fim à greve mais longa dos mineiros do cordão da platina na à frica do Sul.

BASTA DE MASSACRE AO POVO PALESTINO!

Romper as relações diplomáticas e acabar com os acordos entre o Brasil e Israel!

Por: Simone Ishibashi Nos últimos dias as páginas dos principais jornais do país foram tomadas pelas declarações do porta-voz da chancelaria israelense, Yigal Palmor, de que o Brasil seria um “anão diplomático†e de que “desproporcional seria 7 x 1†, em alusão ao jogo da Copa.

IDEOLOGIA

TEORIA: UM GUIA PARA AÇÃO REVOLUCIONà RIA

Da crítica à"democracia dos ricos" àluta pela democracia dos trabalhadores

Por: Iuri Tonelo Nessa época de eleições volta à cena uma grande fase de promessas: na televisão, nos jornais, em cada folheto que recebemos, vemos uma infinidade de ideias e promessas de que, dessa vez, a nossa condição de vida irá mudar.

MARX VOLTOU

Em meio àgreve trabalhadores da USP debatem o Manifesto Comunista

Depois de 60 dias de uma dura greve realizou-se uma grande atividade de formação política para trabalhadores organizada pelo Movimento Nossa Classe USP. A partir da exibição da minissérie “Marx Voltou†e da exposição de Brandão, diretor do Sintusp, dezenas de trabalhadores da USP e de outros locais de trabalho debateram a atualidade do Manifesto Comunista.