Palavra Operária Nº101 Edição Digital

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

50 ANOS DO GOLPE MILITAR NO BRASIL

Sobre o "ATO SINDICAL UNITÃ RIO - UNIDOS, JAMAIS VENCIDOS"

As centrais da burocracia sindical, a CUT à frente, fazem este ato não para lutar seriamente pela apuração dos crimes da ditadura e a punição dos responsáveis, militares, civis e empresários, pois estas centrais, atreladas que são ao governo e aos capitalistas, são responsáveis diretas pelo acobertamento e impunidade aos crimes e criminosos da ditadura, inclusive compactuando com o governo Lula e Dilma que é constituído com grande peso por históricos dirigentes da ditadura militar, como Sarney e (...)

RIO DE JANEIRO

Barrar o aumento imposto pelo prefeito Paes e os empresários do transporte!

Por: Juventude às Ruas RJ A população do Rio viverá no próximo sábado 08 de fevereiro um novo ataque aos seus bolsos. Após ter retrocedido e esperado a poeira baixar com as mobilizações de junho que barraram o aumento sem ainda resolver o problema do transporte, o prefeito Eduardo Paes novamente anunciou na quarta feira que aumentará a passagem de ônibus: de R$2,75 para R$3,00, (9,09%).

EDITORIAL

"Da copa eu abro mão, estatiza a UNIP, a Uninove e o busão!"

Por: Daniel Matos Os atos contra a Copa do Mundo ocorridos no dia 25 de janeiro tiveram uma repercussão relativamente muito superior ao que de fato seria de esperar pelo tamanho dos mesmos (o maior, em São Paulo, contou em seu auge com 3 mil pessoas).

Movimento Operário

CAOS NO METRÔ DE SÃO PAULO

O governo corrupto não pode garantir transporte de qualidade, estatizemos já sob gestão dos trabalhadores e controle dos usuários!

Por: Metroviários Pela Base Mas dia 4 de fevereiro foi um dia em que a situação ficou mais grave. Durante a tarde, a linha 4 amarela, privatizada, teve uma pane elétrica que paralisou a linha por mais de uma hora.

METRÔ DE SÃO PAULO

Trabalhadores da CIPA da Higilimp são retaliados por exigir apuração da morte de Regina e melhores condições de trabalho

Por: Felipe Guarnieri, delegado sindical da estação Santa Cruz No inicio desse ano, Regina da Silva Paz de 39 anos, auxiliar de limpeza da Empresa Higilimp, morreu durante o turno de trabalho numa sala interna da Estação Santa Cruz no Metrô de São Paulo.

DEMISSÕES NA GM

PSTU entrega luta dos operários da GM em tempo recorde

Por: Daniel Matos , Diana Assunção No final de 2013 a patronal da General Motors de São José dos Campos, em meio à férias coletivas, consumou a demissão de 687 trabalhadores, concluindo o fechamento da unidade chamada MVA. Apesar do PSTU – que dirige o Sindicato dos metalúrgicos de São José dos Campos há cerca de 30 anos – dizer que ficou “surpreso†com as demissões, o possível fechamento da MVA ao final do ano constava no acordo assinado pelo próprio sindicato em janeiro de (...)