Palavra Operária Nº100

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Movimento Operário

USP

Fortalecer a campanha contra a repressão aos lutadores na USP e no país!

Por: Bruno Gilga, diretor do Sintusp O SINTUSP é um dos sindicatos mais atacados do país, toda sua diretoria, além de muitos ativistas, está sendo processada.

Nacional

IV CONGRESSO DA LER-QI

Impulsionemos uma grande campanha pela estatização dos transportes sob controle dos trabalhadores e usuários

o IV Congresso da LER-QI aprovou impulsionar uma campanha nacional pela estatização dos transportes, sem indenização, sob controle dos trabalhadores e usuários, que garanta tarifa zero.

CORRUPÇÃO

A prisão dos mensaleiros expõe a podridão do regime

Por: Daniel Matos , Simone Ishibashi Muitos anos antes do PT chegar ao poder Genoíno e Zé Dirceu, bem como Lula e toda a cúpula do partido já atuavam para defender os interesses da burguesia. Uma vez no governo, não hesitaram em adotar as regras do sujo jogo da democracia dos ricos, relegando à classe trabalhadora somente algumas concessões assistenciais.

Partido

LIÇÕES DE JUNHO PARA UMA PERSPECTIVA REVOLUCIONà RIA

O PSOL e o PSTU não passaram a prova de junho, é necessário colocar de pé um novo partido revolucionário de trabalhadores

Por: Comitê executivo da LER-QI Parte fundamental das lições de junho diz respeito ao papel da esquerda, não porque tenham tido peso no movimento de massas, mas justamente porque não se apresentaram como alternativa de direção, muito menos em uma perspectiva revolucionária.

PSOL

IV Congresso do PSOL escancara o triunfo da “velha política†: petista nas ideias e nos métodos

Por: Leandro Lanfredi Eis que o Congresso do PSOL não pautou vivamente Junho, não pautou o que fazer. Centrou-se em quem lançar a presidente e como resolver as fraudes.

PARTIDO

Contribua para a campanha financeira da LER-QI

Nos mantemos unicamente pela contribuição voluntária dos militantes e pela venda de nossos materiais. Não somos como os partidos patronais que contam com contribuição de grandes empresas, dentre outras instituições burguesas. Destas, temos o orgulho de dizer que somos independentes, pois sem independência financeira não há independência política.

Internacional

OUTRO ASPECTO DO DEBATE COM A LIT-QI

Os marxistas frente àguerra civil e o caso sírio

Por: Diego Dalai , Simone Ishibashi É completamente falso, interessado e alheio à toda a tradição do marxismo revolucionário sustentar que frente a toda guerra os revolucionários temos que nos posicionar sim ou sim de um ou outro dos bandos em luta.

ARGENTINA

Deputados de esquerda e dos trabalhadores

No dia 4 aconteceu um fato histórico. Os três deputados nacionais da “Frente de Izquierda y de los Trabajadores†(FIT), Nicolás del Caño do PTS (Mendoza) e Néstor Pitrola (Buenos Aires) e Pablo López (Salta) do PO, assumiram suas cadeiras.

SÃ RIA

As guerras de nossa época e a política dos revolucionários

Por: Diego Dalai , Simone Ishibashi A guerra é uma instituição a mais (a mais cruenta e sangrenta) das sociedades de classe e muito em particular do sistema capitalista e de seu regime de domínio.

Juventude

JUVENTUDE

As lições de junho no movimento estudantil

Por: Daniel Bocalini, estudante da Unesp de Marília Em meio ao debate sobre as “lições de junho†, a ausência do movimento estudantil nacional como sujeito político durante o evento mais importante dos últimos vinte anos da história do Brasil precisa ser profundamente compreendido.

JUVENTUDE

Chapa “Da Faísca ao Incêndio†é eleita no CACH

Por: Fernanda Montagner Numa campanha para retomar a tradição de combatividade do CACH, a chapa “Da Faísca ao Incêndio†(Juventude as Ruas e independentes) ganhou de 131 a 117 votos da chapa “Sobrevivência†(JUNTOS/PSOL e independentes)

USP

Lições da greve estudantil da USP

Por: Adriano Favarin, estudante da pedagogia Em outubro, os questionamentos de junho invadiram as universidades estaduais paulistas. A indignação dos estudantes com as condições precárias de ensino e trabalho e o regime autoritário que regem aquelas que são reconhecidas como “as melhores universidades públicas da América Latina†se reverteram em uma das maiores mobilizações dos últimos anos.

Questão da mulher

LANÇAMENTO EM MARÇO

A mulher, o Estado e a revolução

Parceria entre Edições ISKRA e a editora Boitempo trará publicação inédita para o Brasil sobre as conquistas dos direitos e libertação das mulheres nos primeiros anos após a tomada do poder na Rússia em 1917 e a política do partido bolchevique neste âmbito. “A mulher, o estado e a revolução†é fruto de uma pesquisa da historiadora norte-americana Wendy Z. Goldman

Questão Negra

QUESTÃO NEGRA

Edições Iskra lançam "Questão Negra, Marxismo e Classe Operária no Brasil"

Neste mês de novembro a Liga Estratégia Revolucionária – Quarta Internacional, lançou o livro Questão Negra, Marxismo e Classe operária no Brasil