Palavra Operária Nº 054

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

Nacional

A ofensiva patronal contra o emprego, o salário e os direitos trabalhistas

Quando era para combater a fome, investir em saúde, educação ou previdência social, todos os governos do mundo alegaram falta de verbas. Quando foi para tentar salvar os bancos, todos abriram os cofres rapidamente.

CONGRESSO NACIONAL

Um sistema partidário em decomposição

Por: Thiago Flamé O escabroso espetáculo que está sendo apresentado pelo Congresso Nacional nos primeiros meses deste ano mostra o nível de decomposição do sistema partidário brasileiro.

A REACIONà RIA IGREJA CATÓLICA

Para a reacionária Igreja na "defesa da vida" até o estupro de meninas é permitido

Por: Diana Assunção Aqui não se trata de uma posição individual, e tampouco de uma crença ou fé que cada um carrega para si. Estamos falando de uma campanha reacionária da Igreja Católica encabeçada, neste momento, pelo Arcebispo de Olinda, que contou com a bênção de membros do Vaticano.

Movimento Operário

PRESSÕES PARA NEGOCIAR SÓ ENTREGARÃO EMPREGOS E DIREITOS

Que os capitalistas paguem pela crise que geraram

Por: Jaime Caribé Não é novidade que a CUT, Força Sindical e demais centrais pelegas estejam impedindo a preparação de uma luta firme contra as ameaças de demissões que os patrões lançam aproveitando a crise econômica mundial. Nem um plano de luta, nenhum chamado à unificação dos sindicatos e categorias, nenhuma campanha de solidariedade aos trabalhadores das empresas ameaçadas.

DEBATE

Uma EMBRAER de fato estatizada sob controle dos trabalhadores ou a farsa da “Aerobrás†?

PCdoB reproduz a operação já consagrada pelo chavismo de separar conscientemente uma parte fundamental do programa transicional de nacionalização da produção sem indenização aos mesmo patrões fraudadores e corruptos que estes governos mesmos admitem. Pelo contrário, fazem questão de pagar cada centavo de acordo com o “valor de mercado†das empresas nacionalizadas

Mesmo com a resistência, reitoria da USP aprofunda a ofensiva repressiva a mando do governo Serra

Brandão defende que “é necessário redobrar nossa respostaâ€

Entrevista com Brandão, diretor do Sindicato de Trabalhadores da USP, e Pablito, trabalhador da USP, ambos dirigentes da LER-QI

Viagem exitosa de Raúl Godoy, de Zanon, ao Brasil

Um aporte para a perspectiva de enfrentar as demissões numa perspectiva classista

Raul Godoy veio ao Brasil como delegado da gestão operária de Zanon e do Sindicato Ceramista de Neuquén, para apoiar a campanha contra a demissão de Claudionor Brandão (diretor do SINTUSP e dirigente da LER-QI) e difundir a experiência de Zanon, como exemplo de como os trabalhadores podem dar uma resposta de classe à crise.

Teoria

PROGRAMA DE TRANSIÇÃO

Discussão dos membros do SWP Trotsky (19 de maio de 1938)

Publicamos nesta edição uma das inúmeras discussões de Trotsky com os membros do SWP ( Socialists Workers Party ou Partido Socialista dos Trabalhadores, organização da IV Internacional nos EUA.), por ocasião da elaboração do Programa de Transição da IV Internacional. Recentemente, a Editora Iskra lançou uma nova edição do texto, acompanhada de materiais inéditos e dos resultados do seminário de nossa organização internacional sobre a atualidade do Programa para enfrentar os desafios colocados para o (...)

Universidade

A Plenos Pulmões nas calouradas

PUC-SP: dezenas de estudantes debateram como dar uma saída para a crise

Mais de 30 novos estudantes da PUC-SP compareceram na 1ª reunião do Movimento A Plenos Pulmões, impulsionado pela Ler-qi e independentes, e debateram o papel do movimento estudantil e da juventude trabalhadora diante da crise da universidade e do capitalismo.

CALOURADAS

Abaixo o trote violento e as calouradas sem conteúdo!

Por: Rafael dos Santos O início das aulas se deu em meio a uma enorme crise capitalista, o que por si só já deveria reafirmar a necessidade dos estudantes refletirem e tomarem ações concretas para que não sejam os trabalhadores e a juventude quem pague pela crise dos capitalistas.

Internacional

ARGENTINA

O movimento operário argentino se reorganiza

Por: Thiago Mathias A resistência operária às políticas neoliberais durante a crise de 2001 e também dos anos 90 trouxe uma acumulação de experiências de luta de classes e organização da classe operária argentina em ação-direta que é uma vantagem que deve ser aproveitada pelos trabalhadores argentinos neste momento preparatório aos grandes ataques que a burguesia irá desferir.

CRISE CAPITALISTA

“Nacionalizações†parciais e salto na crise financeira

Por: Simone Ishibashi as nacionalizações parciais nada mais são que o estado burguês intervindo para garantir os interesses da classe capitalista à qual servem, adequando sua política ao presente momento determinado pela crise econômica e financeira alimentada nos anos de neoliberalismo