Palavra Operária Nº 049

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

NACIONAL

Não pagaremos os efeitos da crise

Por: Jaime Caribé A crise econômica já mostra como as classes devem se posicionar para resolvê-la. Os capitalistas no mundo inteiro e no Brasil se juntam para defender dinheiro para os bancos e empresas, buscando convencer a maioria explorada de que “se eles – os patrões, capitalistas – se salvam, os trabalhadores e o povo estarão salvos†. Nada mais falso e hipócrita. Os trabalhadores não podem se iludir com a mentira de que “se salvam os capitalistas nos salvamos†. Somente confiando em nossas próprias forças (...)

PROGRAMA

Os trabalhadores necessitam de uma nova direção

A classe trabalhadora precisará constituir também uma nova direção, combativa, classista, ou seja, consciente de que devemos confiar apenas em nossas próprias forças, nunca em alianças com setores capitalistas ou governos burgueses.

PARA SABER MAIS

Leis de ataques aos trabalhadores que tramitam no Congresso

A CUT recentemente lançou uma campanha contra este Projeto de Lei e em favor do PL 1.621/2007, que supostamente traria uma regulamentação do trabalho terceirizado “favorável†aos trabalhadores “isenta†de precarização.

POLÊMICA

PSOL: discurso e realidade de uma política mercado internista

Por: Thiago Flamé Na medida em que se aprofunde a crise econômica no Brasil, veremos as divisões entre setores burgueses, que estiveram apenas contidos nos últimos anos em função do crescimento econômico, aumentarem. Essas divisões já se expressam dentro do próprio governo.

REUNIÃO DO G-20 EM SÃO PAULO

Demagogia e submissão para salvar o capitalismo de sua decadência

Por: Daniel Matos Nos dias 8 e 9 de novembro reuniram-se os ministros da economia e chefe dos bancos centrais das 20 principais economias do mundo. Essa foi uma reunião preparatória para a reunião dos chefes de Estado destes países que ocorrerá nos EUA no próximo dia 15 para “discutir†a crise que abala o capitalismo mundial.

Movimento Operário

ATO CONTRA A REPRESSÃO

Mais de 300 pessoas realizaram um grande ato contra a repressão e os ataques àqualidade de ensino na USP

Foi uma grande manifestação em frente à reitoria da USP que superou todas as expectativas, num ato político que se constitui como um marco na campanha impulsionada pelo Sintusp. Estiveram presentes várias personalidades que assinaram e estão encabeçando o “Manifesto contra a repressão e os ataques à qualidade de ensino na USP†que já conseguiu reunir um amplo apoio político de intelectuais, personalidades, organizações políticas e sindicais nacionais e (...)

MOVIMENTO OPERÃ RIO

Sintusp aprova convocatória de encontro regional de trabalhadores para enfrentar a crise

Por: Claudionor Brandão, diretor do Sintusp e militante da LER-QI Como sempre, a burguesia está determinada a descarregar sua crise nas costas da nossa classe e já está dando passos concretos para isso. Essa situação exige das organizações operárias medidas concretas no sentido de armar a vanguarda com um plano de ação e um programa capaz de unir e mobilizar as fileiras operárias para, com a força de greves, manifestações de rua, ocupações de fábricas e todos os métodos de luta dos trabalhadores, fazer com que sejam os patrões a pagarem o preço da (...)

Atividades

EDIÇÕES ISKRA

Debate de lançamento do Programa de Transição discute sua atualidade diante da crise mundial

Christian e Brandão falaram sobre o significado do Programa de Transição e seu enorme valor prático na etapa que se abre agora. Os dois companheiros ressaltaram a necessidade dessa discussão frente a crise que será descarregada nas costas dos trabalhadores.

DEBATE NA USP

A crise econômica e as perspectivas da esquerda

Segunda-feira 10/11, com cerca de 120 pessoas, Christian dividiu a mesa com Ruy Braga, professor de sociologia da USP e Leda Paulani, da FEA, para discutir a crise econômica e as perspectivas da esquerda.

PUC-SP

Participação no lançamento do livro ’Os irredutíveis’ de Daniel Bensaïd dia 6/11 e palestra com Antonio Rago Filho em 11/11

Cerca de 100 pessoas comparecem à PUC-SP no dia 06/11 o debate de lançamento do livro de Daniel Bensaïd “Os irredutíveis†, com a presença do autor, do prof. Marcelo Ridenti da Unicamp e do companheiro Christian Castillo.

SINTUSP

Debate sobre os 160 anos do Manifesto Comunista

Realizou-se no Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) mais um dos debates que é parte das atividades de formação organizado pela Secretaria de formação política do sindicato.

2ª SESSÃO DO CURSO MARXISMO E CLASSE OPERà RIA EM RIO CLARO

Frente àcrise, é preciso tomar partido

Por: LER-QI Rio Claro No dia 1º de novembro ocorreu a segunda sessão do curso marxismo e classe operária em Rio Claro, organizado pela LER-QI e pelo Movimento A Plenos Pulmões.

Teoria

TEORIA

Discussões sobre o Programa de Transição

Por: Jaime Caribé A seguir, reproduzimos alguns trechos de textos em que Trotsky discute com dirigentes norte-americanos, em 1938, a importância do programa em momentos de crise, assim como a relação dialética entre o programa científico elaborado em base às condições objetivas da realidade e o nível de consciência da classe operária em cada situação histórica concreta.

EDITORIAL

Conheça as publicações da LER-QI e das Edições ISKRA

Revista Estratégia Internacional nº 3, Revista ISKRA, O Programa de Transição, Pão e Rosas, FASINPAT...

Mulher

MULHER

Violência “doméstica†?

Por: Fernanda Figueira Desde 2006 o debate sobre a chamada “violência doméstica†voltou a ser palco de diversas discussões, em especial as impulsionadas pelo governo Lula e sua Secretaria de Política sobre a Mulher.

O que o capitalismo oferece às mulheres...

6 mil mortas por ano na América Latina por abortos clandestinos. A cada 15 segundos uma mulher é espancada por um homem no Brasil. 100 mulheres mortas por “violência doméstica†por ano no país...

Depoimento

"Muitas pessoas discriminam mulheres que sofrem com seus maridos violentos em casa e nada fazem, mas nunca param para pensar o que se passa na cabeça delas."

LUTAR CONTRA A VIOLÊNCIA ÀS MULHERES

Uma bandeira do conjunto da classe trabalhadora

Por: Diana Assunção Convocamos todos, ao lado dos companheiros e companheiras da Conlutas o ato contra a violência às mulheres, no sábado, dia 29/12 às 10h. Concentração na Praça Osvaldo Cruz (próx. ao metrô Paraíso).

Partido

POR QUE LUTAR POR UM PARTIRO REVOLUCIONÃ RIO COM A LER-QI

O papel da juventude na construção do partido revolucionário

Por: Marcelo Tupinambá Nos últimos anos, não somente o movimento estudantil vem ressurgindo em vários países e no Brasil, mas a juventude trabalhadora também vem se colocando em movimento com a recomposição das lutas operárias.

CHAMADO

Contribua para a campanha financeira da LER-QI

O Jornal Palavra Operária é uma publicação que analisa, debate e dá respostas à realidade a partir de uma perspectiva revolucionária, sustentado com o aporte de nossos militantes e simpatizantes.

Juventude

JUVENTUDE

Viva a luta do movimento estudantil europeu!

Na última edição deste jornal, divulgamos a luta que está travando o movimento estudantil italiano contra a reforma educacional que sucateia o ensino público com corte de verbas, pessoal e fechamento de escolas.

CENTRO ACADÊMICO DE CIÊNCIAS HUMANAS DA UNICAMP

Grande vitória da chapa Oboré: um chamado a luta!

Por: Tati Entre 12 e 14 de novembro, aconteceu no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp as eleições do Centro Acadêmico de Ciências Humanas (CACH), uma importante entidade de luta do movimento estudantil paulista. Nós da LER-QI e do Movimento A Plenos Pulmões constituímos a chapa “OBORÉ: um chamado a luta!†, com militantes do PSTU e independentes.

CENTRO ACADÊMICO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA USP (CEUPES)

Após importante votação, fortalecer a oposição!

Por: Flávia Valle As eleições se deram num marco onde estudantes e trabalhadores da USP sofrem com a repressão do governo e da burocracia acadêmica que querem abrir espaço para aprofundarem seus planos de manutenção da universidade tão ou mais elitista que já é.

Especial mês da consciência negra

ANÃ LISE

As perspectivas após o triunfo de Obama

Por: Claudia Cinatti, PTS O grande desafio do governo de Obama pode vir do plano interno, frente à magnitude da crise econômica. Mais cedo que tarde, as ilusões e expectativas dos trabalhadores, minorias de negros e latinos e os milhões que vêem sua subsistência ameaçada pela recessão, se chocariam com a realidade de que o governo de Obama não defenderá seus interesses, mas os das grandes corporações capitalistas.

ENTREVISTA COM MARA ONIJÃ

"Sem racismo não existe capitalismo"

"A ilusão é pensar que um presidente negro, por ser negro, vai governar pelos negros. Ainda que eu compartilhe com Martin Luther King a indignação contra uma história de imensas brutalidades promovidas pelo racismo, não compartilho dessa ilusão de que a democracia – que é burguesa e branca – possa libertar o nosso povo. Eu estou mais com Malcolm X, quando dizia que “sem racismo não existe capitalismo†e concluo, portanto, que a luta anti-racista precisa ser também anti-imperialista e (...)

ELEIÇÕES NOS EUA

Rumo a um novo New Deal?

Uma das grandes provas à qual a administração Obama estará submetia será a política que definirá para fazer frente à profunda recessão que já se instalou nos EUA.

Depoimento

"Logo no início da candidatura de Obama ele aparecia junto a um referendo sobre o racismo, do qual procurou se afastar para não prejudicar a candidatura."

TRIUNFO DE OBAMA

A nova tentativa de amenizar a decadência do imperialismo norte-americano

Por: Simone Ishibashi A arrasadora vitória de Obama nas eleições norte-americanas tem sido definida como um fato histórico ao eleger o primeiro presidente negro dos EUA. O candidato democrata Barack Hussein Obama, superou os índices de votação previstos, com 354 votos dos colégios eleitorais, contra 126 do candidato John McCain.