Palavra Operária Nº 034

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

Editorial

O Brasil de Lula: Concentração de renda e mais exploração

Lula e o PT se gabam, perante os trabalhadores e o povo pobre, de estarem promovendo “pela primeira vez na história do país†crescimento econômico com distribuição de renda, de estar diminuindo a desigualdade social e a pobreza no Brasil.

Abaixo os ataques do governo Lula aos direitos dos trabalhadores

Expulsemos as direções traidoras dos sindicatos para preparar a luta por vitórias

Por: Jaime Caribé O governo não tem conseguido fechar acordos nos fóruns que criou para negociar com sindicalistas e empresários as reformas “estruturais†que permitam votar no Congresso novos ataques, inclusive impedindo o direito de greve.

Um alerta àConlutas: os sindicatos devem ser verdadeiramente independentes do Estado

Por: Jaime Caribé Os sindicatos verdadeiramente independentes não recorrem aos tribunais burgueses para que regulamente ou decida sobre o princípio sagrado do direito de greve.

Mais Privatizações em São Paulo

Serra aprofunda os ataques contra a classe trabalhadora

Por: Domenico Moreti Recentemente o governador José Serra/PSDB anunciou que pretende jogar no colo dos mega-empresários nacionais e internacionais 18 empresas públicas do Estado de São Paulo, através da retomada do PED (Plano do Estado de desestatização) iniciado na década de 90 por Mário Covas.

CPMF: Sobra cinismo em Lula e na oposição

Por: Domenico Moreti O “imposto do cheque†, forma como ficou conhecida a CPMF, já rendeu, desde sua criação em 1995, por volta de R$200 bilhões, e supostamente deveria ter sido utilizado nesses anos para a saúde pública.

Basta de repressão aos trabalhadores sem terra!

Por: Rafael dos Santos A violência contra os trabalhadores rurais parece não ter fim. Nesse ano, em que completam dez anos do massacre de Eldorado dos Carajás, onde 19 trabalhadores foram assassinados pela polícia do Pará sem que ninguém tenha sido punido, os casos de violência, repressão e criminalização dos movimentos sociais que lutam pela terra só têm aumentado.

A ideologia que se esconde por trás do BOPE como "herói nacional"

"Tropa de Elite" da burguesia contra os trabalhadores e os negros

Por: Guto Rivera É impressionante como se criam "heróis" nesse país. Na verdade, poucos lugares hoje seriam mais férteis para o surgimento de um "Salvador da Pátria" do que o Brasil, que vive uma situação marcada pela frustração crescente das massas com os partidos e políticos dominantes.

Governador do Rio “surfa†na onda fascistizante do “Tropa de Eliteâ€

Por: Miriam Rouco Recentemente o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) declarou: "Não tenho a menor dúvida de que o aborto [como política pública] pode conter a violência".

Movimento Operário

USP: nenhuma confiança nos acordos com a reitora e o governo

Somente com a força de nossa luta vamos arrancar as nossas reivindicações

Por: Marcelo (Pablito) Santos, diretor do Sintusp , Pablo Cruz O sucateamento pelo qual vem passando os serviços públicos com a ofensiva neoliberal se mostra cada vez mais nas universidades na falta de funcionários e professores, no aumento escandaloso da precarização do trabalho e no arrocho salarial.

Eleições do SINTUSP: Nem os governistas corruptos do PT/CUT (Chap 3), nem os pelegos do PSOL (Chapa 2)

Precisamos uma direção democrática e combativa

Por: Marcelo (Pablito) Santos, diretor do Sintusp , Pablo Cruz A chapa 2, intitulada Oposição Sindical de Esquerda, encabeçada por Marcelo Cardaggi e Vera Monezzi, tenta esconder que faz parte do PSOL de Heloisa Helena.

Frente ao fechamento da BRA com 1.100 demissões:

Estatização da companhia sob controle operário

Por: G.R., trabalhador terceirizado do aeroporto de Guarulhos A crise aérea não tem fim. A BRA, terceira maior empresa aérea do país, anunciou em nota o fim das operações, cancelando todos os vôos que transportariam mais de 20 mil passageiros até o final do ano; de imediato, os 1.100 funcionários estão de aviso prévio.

Juventude

Universidades Federais

Reuni e Universidade Nova: um plano da burguesia para as universidades!

Por: Ricardo Festi , Rui Tresso As mobilizações estudantis nas Universidades Federais contra o REUNI são mais uma demonstração de que surge um novo movimento estudantil, que reage aos ataques de uma reforma universitária que visa readequar o sistema de ensino superior para melhor atender os projetos estratégicos da burguesia.

Greve

Primeiras lições da luta da Fundação Santo André

Por: Maíra Viscaya Nas últimas reuniões do Conselho Diretor, órgão máximo de deliberação da Fundação Santo André (FSA), em que se discutiu a saída do reitor e a volta da “normalidade†, a prefeitura de Santo André “orientou†seus conselheiros a votarem contra o reitor com uma discussão de que deveriam cair tanto o reitor quanto o seu vice. Mas tudo não passou de um jogo de cena para enrolar os estudantes.

Todo apoio àluta dos estudantes das universidades federais!

O sistema universitário nacional está em uma profunda crise, que se expressa na iniciativa dos governos e das burocracias acadêmicas de atacar (muitas vezes com um discurso de “democratização da universidade†para ganhar apoio popular) e na resposta que vem dando o movimento estudantil que agora se levanta contra o REUNI nas universidades federais.

Eleições estudantis nacionais

O novo movimento estudantil exige entidades militantes e um novo programa

Por: Flávia Valle Após um ressurgir do movimento estudantil nacionalmente, muitos cursos e universidades entram em processo eleitoral. As eleições têm que ser um espaço para potencializar o movimento estudantil combativo que se expressa nacionalmente e não a mera reprodução das discussões vazias de sempre, descoladas das lutas dos estudantes e trabalhadores.

Um aporte importante para um novo movimento estudantil

Congresso de Estudantes da UNESP e FATEC

Por: Du Lula e Serra podem superficialmente parecer diferentes, mas quando se trata de atacar os trabalhadores e a juventude e colocar as universidades ainda mais a serviço da burguesia, esses senhores são muito parecidos.

Internacional

Uma nova complicação para os EUA

A questão curda a ponto de explodir

Por: Juan Chingo O parlamento da Turquia autorizou o governo a lançar uma incursão militar contra as bases dos guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no norte do Iraque.

Europa

Primeiros comentários sobre a greve na França

Por: Juan Chingo A greve de outubro foi muito forte no transporte terrestre. O centro foi o ataque de Sarkozy contra os “regimes especiais†de aposentadoria.

Outro aliado de Washington em problemas, um autogolpe militar com cumplicidade dos EUA

Estado de Emergência no Paquistão

Por: Juan Chingo O general Pervez Musharraf, um aliado chave dos EUA em sua suposta “guerra contra o terrorismo†decretou no dia 03/11 o estado de emergência.

Abaixo o estado de sitio!

Pela greve geral para derrubar Musharraf e toda a ditadura militar!

A primeira medida de emergência é a maior unidade de ação para liquidar o estado de sítio, mediante a imposição de uma greve geral como a que já neste ano fez retroceder parcialmente o general paquistanês.

Venezuela: A 90 anos da revolução russa

Se realizou importante Fórum de Discussão na UCV

Por: LTS, Venezuela No dia 25 de outubro se realizou o Fórum “A revolução socialista e as lutas atuais da classe operária†, primeira atividade no marco das “Jornadas de Discussão: A 90 anos da Revolução Russa†.

Eleições na Argentina

O PTS e os resultados das eleições presidenciais

Por: PTS, Argentina Com a vitória de Cristina Fernández de Kirchner, com quase 45% dos votos, votou-se pela continuidade da política do governo de Kirchner.

I Congresso da LER-QI

I Congresso da LER-QI

Teses sobre a situação internacional

O fenômeno mais importante da situação internacional é o processo de decadência histórica do imperialismo norte-americano, que debatemos extensamente na Revista Estratégia Internacional – Brasil 2.

I Congresso da LER-QI

Teses sobre a situação nacional

No Brasil, ainda predomina em linhas gerais uma situação não-revolucionária, no marco da ofensiva neoliberal que o governo Lula se esforça em dar continuidade para terminar a obra inacabada de FHC.

I Congresso da LER-QI

A luta teórica contra o revisionismo como tarefa crucial dos marxistas revolucionários

Na atual etapa da luta de classes a nível mundial, em que o lento processo de recomposição do proletariado, particularmente de sua subjetividade, se insere numa atmosfera ideológica ainda marcada profundamente pelos anos de reação imperialista nos planos social, econômico, político e ideológico, discutimos como a luta teórica se repõe como aspecto indispensável do combate marxista (...)

Entrevista com o camarada Elio, trabalhador aeroportuário da LOR-CI (Bolívia)

Sou trabalhador do aeroporto internacional de El Alto, perto de La Paz, entregue pelo governo a uma multinacional espanhola. Inspeciono questões de segurança dos vôos deste que é um centro importantíssimo de circulação de mercadorias.

Teses dos anos 70

Período de Centralidade proletária contra o capital*

Como adiantamos nas páginas de apresentação do I Congresso, uma sessão foi dedicada à discussão das teses sobre o ascenso operário da década de 1970. Neste artigo procuramos oferecer aos leitores uma breve resenha das mesmas.

I Congresso da LER-QI

Nas páginas a seguir, socializamos sínteses das principais discussões e resoluções que fizeram parte do I Congresso da LER-QI, seccionado nos dias 13-14 e 27-28 de outubro de 2007.

Teoria

Debate

“A revolução contra O Capital?â€

Partindo da expressão do jovem Gramsci que serviu de tema da mesa – que na época da revolução russa era ainda um jovem socialista sem base teórica marxista, e interpretou os acontecimentos da Rússia como uma “revolução†contra todas as previsões teóricas do marxismo – nossa intervenção buscou ressaltar duas dimensões de tal interpretação.

Debate

A Mulher e a Revolução na Semana de História da PUC-SP

Por: Clarissa Menezes , Miriam Rouco No dia 18/10, com a presença de 200 pessoas, o Centro Acadêmico de Ciências Sociais da PUC-SP, Gestão Primavera de Praga, impulsionou o debate "A Mulher e a Revolução" como parte das discussões da Semana de História.

Debate sobre a Revolução Russa na USP

Há algo de novo no ar

Por: Leandro Ventura Fukuyama voltou atrás e a história não acabou. A classe operária que tinha sua existência negada inclusive do ponto de vista sociológico, já é para alguns, ator coadjuvante. Há algo de novo no ar.

A Revolução Russa e o Brasil – Parte III

Teses sobre o anarquismo (1906 -1914)*

Por: Luis Siebel Em nosso último artigo dessa sessão especial do Palavra Operária sobre os impactos da Revolução Russa no Brasil, que indicava algumas das tentativas da social-democracia em organizar partidos operários no país, assim como as dificuldades encontradas, utilizamos uma definição segundo a qual “a história destas associações é uma longa série de tentativas isoladas e de derrotas.