Palavra Operária Nº 023

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

Quatro anos de governo Lula

Migalhas para os trabalhadores e grandes lucros para a burguesia

Por: Domenico Moreti As vésperas da eleição presidencial de 2006, a classe trabalhadora é bombardeada a todo o momento pelos jornais, rádio e TV, com a propaganda dos candidatos, seus balanços e suas promessas.

Chamado ao PSTU para conformar uma “ala classista†na Frente de Esquerda

Mesmo depois do escândalo do mensalão os trabalhadores brasileiros não perderam suas ilusões na democracia burguesa, nas eleições.

Um programa para conformar uma ala classista na Frente de Esquerda

Como política econômica “alternativa†, Heloísa Helena defende que para se contrapor aos interesses dos bancos e reduzir a dívida publica seria necessário reduzir os juros pela metade. Em sua opinião isso tornaria possível um crescimento da economia brasileira, com o conseqüente aumento do nível de emprego e a possibilidade de uma maior redistribuição de renda.

O PSOL e a “ultra-esquerda†: duas facetas da adaptação àdemocracia burguesa

Por: Simone Ishibashi A atual situação nacional está marcada pelo debate em torno de qual posição ter frente o processo eleitoral e da reorganização da vanguarda no final do governo Lula.

Frente a falsas democracias, a tarefa de libertação do povo negro

Por: Mara Onijá A partir da carta pública lançada no final de junho, “Todos têm direitos iguais na República Democrática†, assinado por mais de cem intelectuais e figuras públicas do país, contrários à lei de cotas raciais e ao Estatuto de Igualdade Racial, o tema voltou ao debate nacional, suscitando muita polêmica como tem sido desde a Conferência de Durban.

Movimento Operário

Ainda há tempo para barrar as demissões na VW e na GM

Por: Jaime Caribé Os sindicatos devem se unificar com um plano de guerra para fazer dobrar os patrões, com uma campanha massiva em todos os meios e a preparação de paralisações e greves que parem a produção.

Crise da Varig

Demissão em massa ou uma saída de fundo a favor dos trabalhadores e da população

Por: Romeu Montes A companhia aérea que já teve o monopólio dos vôos comerciais para o exterior, concedido na época da ditadura militar, e que conta com 11.000 postos de trabalho diretos e mais alguns milhares de empregos indiretos ligados às prestadoras de serviços passa nas últimas semanas pelo auge da sua profunda crise.

Juventude

Um 1º balanço da greve nas universidades estaduais paulistas

Por: Marcelo (Pablito) Santos, diretor do Sintusp , Pablo Cruz De 08/06 a 30/06 de junho se desenvolveu dentro das universidades estaduais paulistas uma greve que combinava a luta econômica com a luta política: a luta por um reajuste salarial de 7%, com a luta pelo aumento do repasse de verbas para a educação.

O movimento estudantil e a greve dos trabalhadores

Por: Rafael Del Enquanto funcionários da USP e UNESP davam um exemplo de mobilização, construindo uma importante greve mesmo sem os professores, no movimento estudantil (ME) infelizmente primou a passividade, diferentemente do ano passado em que uma vanguarda tomou em suas mãos a luta por mais verbas.

Internacional

Segunda declaração da FT-QI frente àcrise do Oriente Médio

Detenhamos a ofensiva israelense sobre a Palestina e o Líbano!

Por: Fração Trotskista Quarta Internacional O ataque do Estado de Israel ao Líbano, com bombardeios e mísseis e a imposição de um bloqueio aéreo e marítimo, que já dura uma semana e já matou 320 libaneses, constitui a segunda frente aberta pelo governo israelense, com total apoio de Washington para redefinir o Oriente Médio em função de seus interesses reacionários.

Teoria

Formação Marxista

A duração da jornada de trabalho como campo de batalha

Em notas anteriores explicamos que a mais-valia absoluta consiste no aumento da jornada de trabalho, que permite aos capitalistas se apropriarem de uma quantidade maior de horas não pagas.

Extrato de texto da Liga Comunista Internacionalista escrito em 1935

"O capitalismo só pode viver e desenvolver-se escoando seus produtos nos mercados não capitalistas, isto é, nos mercados dos países atrasados e das camadas populares ainda não proletarizadas."

Partido

Nova Casa Socialista no Rio Pequeno – SP

Nosso objetivo é grande, porque grandes são nossos inimigos

Quando lançamos a Casa Socialista de Cultura e Política do Brás, no centro de São Paulo, dizíamos que esse era só um primeiro passo e que nosso objetivo era estender essa iniciativa de criar espaços vivos de debate, organização, criação artística e divertimento, a serviço da luta dos trabalhadores e da juventude.