Palavra Operária Nº 020

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

III Conferência da LER-QI

Luta de estratégias: uma discussão com o PSTU

Por: Daniel Matos Desde que o governo Lula e o PT consolidaram-se como garantidores da ofensiva neoliberal e rupturas da ala esquerda deste partido fundam o PSOL dando as costas para o PSTU, este último põe em curso um giro à esquerda no qual passa a preencher como a anos não se via as páginas de seus jornais com propaganda da Revolução Socialista e da necessidade de construção de um partido revolucionário da vanguarda (...)

III Conferência nacional da Liga Estratégia Revolucionária

O balanço de uma organização que tem como objetivo estratégico enraizar-se na classe operária e nas massas deve estar ligado ao programa e à política que levanta para cada situação, já que é esse elemento que pode fazer com que uma Liga ou um Partido possa se ligar a frações do movimento real, principalmente quando há fenômenos na luta de classes.

Juventude

A crise do sistema universitário brasileiro e o papel da Conlutas

Por: Thiago Flamé A explosão da crise financeira da PUC-SP, uma das mais importantes universidades privadas do país, revelou a situação de crise estrutural do sistema universitário privado. Uma crise de “superprodução†: muitas vagas para poucas pessoas que podem pagar o preço das mensalidades.

Internacional

Terremoto político no Oriente Médio: o significado da vitória do Hamas

Por: Simone Ishibashi A estrondosa vitória do Hamas nas eleições legislativas da Autoridade Nacional Palestina ocorridas em 25 de janeiro traz mais contradições ao já convulsionado cenário político do Oriente Médio.

O “capitalismo andino†de Evo Morales

Um projeto que não responde às aspirações populares

Por: Eduardo Molina Evo Morales assumiu a presidência no dia 22 de janeiro em meio a enormes expectativas populares, refletidas na multidão que assistiu aos atos centrais (cerimônia indígena em Tiwanaku, festa popular).

Nacional

“Radicalização da Democracia†, “Revolução Democrática†ou Revolução Permanente?

Por: Daniel Matos , Edison Salles Em nossa III Conferência, definimos o PSOL como um partido formado por correntes reformistas de esquerda e centristas, cujo programa possui um caráter predominantemente social-democrata combinado com frases soltas sobre a independência de classe.

2005: o ano do mensalão

Balanço e perspectivas para o regime em 2006

Apesar de ter sido também o ano da tentativa de Lula de aprovar a reforma sindical e trabalhista, nomeação de Luiz Marinho para o Ministério do Trabalho incluída, da aparição de uma figura como Severino Cavalcanti na presidência da Câmara, entre outros fatos dignos de menção, é evidente que 2005 legará para os próximos anos a imagem de ano do “mensalão†, da quebra última da “aura ética†do PT, e do aprofundamento dos elementos de crise no regime (...)

Movimento Operário

A classe trabalhadora e suas direções frente àcrise do mensalão

Por: Edison Salles , Marcelo Tupinambá O principal problema que temos a enfrentar hoje é que a crise de 2005 passou (não sem deixar profundas marcas, como discutimos em outro artigo dessa edição), e não se colocou uma saída para a crise que viesse de baixo para cima, na qual as massas exploradas e oprimidas é que impusessem sua vontade contra toda a corja apodrecida de corruptos que querem continuar parasitando o país.

Congresso Nacional dos Trabalhadores

A Conlutas, seu programa, caráter e estratégia

Por: Jaime Caribé O Conat, nas pretensões do PSTU e seus aliados, está preparado para “consolidar a fundação de uma nova organização da classe trabalhadora frente a falência da CUT†.