Palavra Operária Nº 015

CONTATO ler-qi@palavraoperaria.org

Nacional

Sindicatos da CUT, da CGT e da Força Sindical

Por uma frente única operária para derrotar a reforma sindical

Por: Mazé Cutinhola A proposta de reforma sindical negociada entre o governo, os patrões e as direções pelegas das centrais sindicais é um ataque direto e brutal aos direitos mais elementares dos trabalhadores e pretende abrir caminho para novos ataques ainda mais violentos, diante dos quais eles querem ver os trabalhadores de joelhos. É necessário construir uma grande frente única operária contra a reforma sindical e o (...)

Os marxistas revolucionários e a frente única operária

Por: Jaime Caribé De acordo com a tradição dos bolcheviques, “é condição indispensável para implementar a tática de frente única que o partido revolucionário mantenha em todo momento sua independência e seu direito de criticar os demais integrantes da frente única†.

Por um pólo anti-governista e anti-burocrático com um programa em defesa dos interesses dos trabalhadores

Por: Jaime Caribé As cúpulas da Articulação Sindical e da Força Sindical são os nossos maiores inimigos dentro do movimento operário na luta contra a reforma sindical, mas não podemos esquecer que há setores que aparentemente estão ao lado dos trabalhadores nessa luta se colocando “contra essa reforma†, como a Corrente Sindical Classista (ligada ao PC do B), e a CGT, pois apesar disto continuam apoiando o governo (...)

Debates

PT 25 anos: entre o engano das massas e a educação política da classe operária

Por: Edison Salles Em 2005 completam-se 25 anos de existência do PT. Como costuma acontecer, a ocasião serviu de ensejo para as mais variadas expressões da manipulação ideológica burguesa buscando fazer com que os trabalhadores tirem conclusões “pela direita†a partir da experiência com o PT no governo.

Juventude

Um chamado àjuventude trabalhadora

Por: Mara Onijá Fazemos aqui um chamado à juventude trabalhadora. Queremos discutir com cada jovem trabalhador que está nas fábricas, nos supermercados, nos bancos, nos transportes, etc, a grande necessidade e tarefa que temos hoje: nos organizar para lutar pelos interesses de nossa classe.

Gênero

Trabalhadoras em luta e a origem do 8 de março

Por: Miriam Rouco Hoje, depois de tantas lutas históricas e direitos conquistados, as mulheres continuam sendo oprimidas e as mulheres da classe trabalhadora continuam sendo exploradas no mundo inteiro.