Internacional

INTERPELAÇÃO DO DEPUTADO NACIONAL DO PTS NA FIT A CAPITANICH

Nicolás Del Caño: "Capitanich se negou a responder se pode viver com o que ganha um professor"

06 Apr 2014   |   comentários

O deputado nacional da FIT, Nicolas Del Caño, interveio no marco da sessão informativa do chefe de Gabinete Jorge Capitanich com várias denúncias e perguntas diretas que, em sua maioria, o funcionário se negou a responder.

O deputado nacional da FIT, Nicolas Del Caño, interveio no marco da sessão informativa do chefe de Gabinete Jorge Capitanich com várias denúncias e perguntas diretas que, em sua maioria, o funcionário se negou a responder. Del Caño perguntou se Capitanich era capaz de viver com o salário de um professor, no marco da histórica greve dos professores de Buenos Aires, e de que ainda hoje nove províncias continuam em conflito. Ante a pergunta da quantidade e dos nomes dos efetivos das Forças Armadas e de segurança que atuaram durante a ditadura e hoje continuam em atividade, Capitanich só respondeu que 13% dos efetivos que hoje revestem nestas forças participaram da ditadura. “Queremos saber quantos Milani há hoje nas forças repressivas†, increpou Del Caño.

Por outra parte, o deputado do PTS a FIT foi o primeiro deputado que mencionou a paralisação nacional do próximo dia 10 de abril, manifestando sua solidariedade e responsabilizando o governo por qualquer preparativo repressivo.

Por último, o deputado por Mendoza criticou a presidenta da Nação, que defendeu a “escandalosa sentença condenatória aos petroleiros de Las Heras†, e exigiu sua imediata absolvição.

Artigos relacionados: Internacional









  • Não há comentários para este artigo