Nacional

KASSAB TEM MANDATO CASSADO

Kassab questionado na justiça enquanto São Paulo está entre aumento de impostos, tarifas e enchentes

25 Feb 2010   |   comentários

Nesta última semana a prefeitura de São Paulo foi “surpreendida†com um pedido de cassação do mandato do prefeito Gilberto Kassab, decisão que foi motivada pela denúncia de recebimento de doações ilegais durante a campanha eleitoral de 2008 – num montante que chega aos R$ 10 milhões. Depois de ter sua gestão debilitada pelas enchentes em São Paulo, e depois da política anti-popular e antioperária de aumento das tarifas de ônibus, o prefeito Kassab, da base aliada do governador José Serra, presidenciável do PSDB, se encontra mais uma vez num questionamento em seu cargo político. Rapidamente, apenas alguns dias depois da decisão, a Justiça Eleitoral acolheu pedido de efeito suspensivo formulada pela defesa de Kassab, deixando desta forma a sentença de cassação suspensa até o pronunciamento do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo [1]. Esse rápido episódio, ainda sem desfecho, soma-se àcrise política de grande magnitude em Brasília, que atinge o mesmo partido de Gilberto Kassab, o DEM. Ao mesmo tempo em que ocorreu o Congresso do PT, onde o presidente Lula conseguiu emplacar dentro de seu partido sua candidata Dilma Roussef, a principal base aliada do rival de Dilma nas eleições 2010 tem sido fortemente atingido com crises de corrupção e de legitimidade. O conjunto de medidas que está sendo implementada por Kassab combinada a estas denúncias trazidas a tona recentemente trazem preocupação aos tucanos e Serra. Isto não significa, no entanto, um automático aumento da mobilização operária e popular, uma vez que as principais organizações de massas e associações de moradores estão dirigidas por grupos petistas ou lulistas que não tem mobilizado os sindicatos para denunciar estes governos e menos ainda o farão quando Lula também é responsável por esta calamitosa situação na capital e região metropolitana de São Paulo. As mobilizações desencadeadas timidamente pelo PT e PCdoB não visam uma ação independente dos trabalhadores e do povo afetados pelas enchentes, impostos e aumentos de tarifas mas somente um desgaste controlado do DEM e PSDB preparando-se para outubro de 2010. A necessária resposta a esta situação pode ser dada pela classe trabalhadora em aliança com o povo pobre. Chamamos os sindicatos e oposições da CONLUTAS e a se colocar ativamente em defesa dos interesses de todo os trabalhadores e o povo.

[1 ] Folha Online “Justiça acolhe pedido da defesa e suspende cassação de Kassab†22/02/2010

Artigos relacionados: Nacional









  • Não há comentários para este artigo