Juventude

RIO DE JANEIRO

Juventude volta às ruas no Rio

10 Jan 2015   |   comentários

Em meio às férias na maioria das universidades e ao forte calor deste janeiro mais de 2 mil jovens tomaram as ruas do centro do Rio nesta sexta-feira em um terceiro ato contra o aumento das passagens desde o final de dezembro.

Em meio às férias na maioria das universidades e ao forte calor deste janeiro mais de 2 mil jovens tomaram as ruas do centro do Rio nesta sexta-feira em um terceiro ato contra o aumento das passagens desde o final de dezembro. Apesar das dificuldades da época do ano, a importante presença da juventude aponta para a possibilidade do desenvolvimento de um forte movimento contra o aumento nas próximas semanas.

Na mobilização estavam presentes diversas agrupações de juventude e organizações políticas da esquerda. Porém, marcando, ainda uma continuidade com uma debilidade das Jornadas de Junho de 2013 havia poucas organizações estudantis, como DCEs, centro acadêmicos e também pequena a organização dos estudantes a partir de seus locais de estudo, levando a atuar como indivíduos e minoritariamente através de agrupações de juventude.

Uma exceção a isto era o importante bloco da UERJ, com mais de 100 presentes. Este bloco que levantava além da luta contra o aumento, a estatização de todo sistema de transporte sob controle dos trabalhadores e liberdade aos presos políticos. Este bloco foi formado a partir do chamado do Centro Acadêmico de Serviço Social e do Centro Acadêmico de História, e forçou até o DCE, dirigido pelo governismo a se incorporar. Formando uma importante parte do bloco da UERJ os estudantes do Serviço Social junto a seu centro acadêmico levavam uma faixa em defesa da readmissão dos metroviários de SP demitidos. Um dos cantos que empolgou o bloco e marcava sua luta pela estatização dos transportes era “não, outro aumento, não! Estatiza o transporte contra o lucro do patrão!â€

Artigos relacionados: Juventude , Rio de Janeiro









  • Não há comentários para este artigo