Domingo 21 de Julho de 2019

Internacional

ESTADO ESPANHOL

Importante Encontro de Trabalhadores em Luta em Barcelona

09 Jun 2011   |   comentários

No sábado, 11/06 pela manhã, se realizou na Praça Catalunha em Barcelona, o Encontro de Trabalhadores em Luta, no qual participaram mais de 250 pessoas entre trabalhadores e trabalhadoras de diferentes empresas como TBM (ônibus), Telefônica, Nissan, Yamaha, portuários, docentes, trabalhadores dos hospitais, de Telepizzas, de Parques e Jardins (que vem de um recente triunfo de sua luta), e um bom numero de empresas, muitas delas em conflitos, onde estão enfrentando fechamentos e demissões, cortes e outros ataques.

Esse encontro havia sido convocado pela Comissão de Greve Geral do Acampamento de Barcelona, da qual participamos os companheiros os companheiros e companheiras do Classe contra Classe, e que havia sido difundido nas diferentes “expedições†que fomos realizando em várias dessas empresas em luta junto com muitos outros jovens que participavam do acampamento e dos atos que realizamos em frente as sedes da CCOO e UGT para denunciar o “pacto social†entre a burocracia sindical e o governo. O que buscamos com esse Encontro de Trabalhadores em Luta é por sobre a mesa os problemas dos conflitos atuais e buscar que diferentes saídas e formas de coordenação podemos estabelecer entre as distintas lutas. Esse encontro é importante porque coincide também com a aprovação por parte do governo no Estado Espanhol da dura lei de reforma das negociações coletivas, que liquida praticamente as convenções coletivas. Esse ataque torna ainda mais importante o pequeno primeiro passo deste encontro, que resultou entre outras coisas, o rechaço aos ajustes, privatização, demissões e fechamentos, em apoio a todos os setores em luta, pela repartição das horas de trabalho sem redução salarial, aposentadoria aos 60 anos de idade, ocupação sobre controle operário em combate ao fechamento de empresas, legalização de todas e todos os trabalhadores imigrantes.

Ademais, tirou-se uma manifestação para a data do proximo dia 19/6 com um bloqueio de classe das diferentes lutas dos trabalhadores, assim como um chamado para um segundo Encontro que ocorrerá dia 2/7 para preparar uma grande jornada de mobilizações contra a reforma das convenções coletivas, contra a reforma da previdência, contra a reforma trabalhista, contra os EREs (suspensões) e contra as demissões. Detem grande importancia já que Rodríguez Zapatero segue avançando em seus ataques, como a reforma trabalhista que se aprovou em setembro de 2010 e que foi endurecida com o regulamento aprovado na sexta-feira 10/6 no Conselho de Ministros, projetando ainda mais demissões, alem de,por meio da reforma dos convênios coletivos, buscar a volta do modelo de negociação individual entre os trabalhadores e os empresários.

Na sexta-feira 10/6 se realizou em Madrid uma mobilização contra a aprovação da lei de reforma dos convênios coletivos. Em solidariedade com essa mobilização se realizaram ações em outras cidades como Barcelona e também Valencia, onde a numerosa marcha em frente ao Parlamento Regional foi brutalmente reprimida pela polícia.

Essas ações, como a que acabamos de realizar em Barcelona em 14 e 15/6 contra os ajustes orçamentários, são um dique de contenção frente aos ataques do governo Zapatero e os governos regionais. Nesse sentido, se converteu em um movimento muito mais forte, que põe em questionamento a paz social entre os dirigentes sindicais e o governo, e que se propõe a abrir a via para derrotar um a um os planos de ajuste. O encontro culminou com uma mobilização de solidariedade com o Hospital Clínico que está em luta contra os contes na saúde.

Leiam as resoluções do Encontro em: trabajadoresindignadosbcn.wordpress.com

Artigos relacionados: Internacional









  • Não há comentários para este artigo