Teoria

RIO DE JANEIRO

Grupo de estudos “Eleições: tática ou estratégia? O marxismo revolucionário e sua perspectiva sobre o estado, a revolução e o papel das eleiçõesâ€

12 Sep 2012   |   comentários

Muitos trabalhadores e jovens vem com esperanças seu voto de dois em dois anos, confiando em alguém para resolver várias das profundas mazelas do capitalismo, de nosso país, cidade. Outros jovens e trabalhadores olham para todo o processo com grande desconfiança e não votam ou o fazem procurando um “mal menor†. Como e porque participar nas eleições é uma importante questão que marcou o marxismo. Queremos retomar estes debates para pensarmos, àluz de nossos tempos, estas questões.

No marco da crise capitalista e diante dos novos acontecimentos da luta de classes que começam a se desenvolver no mundo, hoje, mais do que nunca, é necessário um retorno da reflexão estratégica, do marxismo. Estamos próximos das eleições municipais, em meio a um giro àdireita do governo Dilma que junto àburguesia e governos estaduais e municipais já iniciam seus ataques àclasse trabalhadora fabril, ao funcionalismo público, ao povo pobre.

O debate sobre a perspectiva dos revolucionárixs, sobre o caráter do Estado, sobre a luta de classes, sobre a construção de partidos revolucionários, não tem encontrado espaço em meio àcorrida desenfreada por votos, sem que esse espaço de politização seja utilizado para fortalecer a luta dos trabalhadores em curso, para desmascarar o verdadeiro caráter do Estado, tal como dizia Marx e Engels no Manifesto do Partido Comunista, que não passa de “um comitê para administrar os negócios comuns de toda a burguesia†.

Por isso te convidamos a debater e refletir essas questões, a partir de dois clássicos do marxismo revolucionário, e de um artigo atual que traça um debate entre Trotsky e Gramsci sobre a revolução no “Ocidente†e o balanço da revolução alemã de 1923, para pensarmos qual o lugar das eleições e das frentes únicas na estratégia revolucionária do marxismo.

Bibliografia (disponível online)

- O Estado e a Revolução (agosto de 1917)
Vladmir Lenin
http://www.marxists.org/portugues/lenin/1917/08/estadoerevolucao/index.htm

- Esquerdismo. Doença Infantil do Comunismo (abril de 1920)
Vladmir Lenin
http://www.marxists.org/portugues/lenin/1920/esquerdismo/index.htm#topp

- Trotsky y Gramsci: debates de estrategia sobre la revolución en "occidente" (2012)
Emilio Albamonte , Matias Maiello
http://www.ft-ci.org/article.php3?id_article=5701?lang=es

Primeiro encontro 4ªF | 19 de setembro às 17h30 IFCS | UFRJ – Térreo [Largo São Francisco, 01 – Centro]

Artigos relacionados: Teoria , Rio de Janeiro









  • Não há comentários para este artigo