Terça 25 de Junho de 2019

Juventude

CRISE ECONÔMICA

Debate sobre a crise econômica na Fundação Santo André

31 Oct 2008   |   comentários

No dia 23 de outubro, por iniciativa de militantes da LER-QI e do PSTU, realizamos o primeiro debate entre organizações de esquerda para discutir a crise económica na Fundação Santo André, principal faculdade da região do ABC. Na mesa, estiveram presentes Thiago Flamé representando a LER-QI e Gabriel, falando em nome do PSTU.

A importância desse debate está na necessidade de dar um primeiro passo na preparação dos setores de vanguarda de trabalhadores e estudantes da região para compreender como enfrentar a crise que já atinge com especial força o grande ABC, pelo peso da indústria montadora que já responde com medidas antioperárias para defender seus lucros. Esse deve ser o primeiro de uma série de debates na região do grande ABC, cujo objetivo é não só discutir as causas da crise, mas de propagandear a necessidade de que sejam os patrões e não os trabalhadores quem pague os prejuízos.

Nós da LER-QI defendemos que a forma concreta de luta pelo socialismo nesse momento é lutar pela independência de classe a partir de cada mobilização operária que ocorra, denunciando as variantes pró-burguesas e os dirigentes sindicais, principalmente do ABC, que a partir da CUT defendem programas de aliança com setores patronais ditos “produtivos†, enrolando os trabalhadores numa armadilha em que os capitalistas entram com a corda e nós com o pescoço. Também devemos desmascarar partidos, como o PSOL, que se dizem a favor dos trabalhadores mas terminam defendendo os interesses dos mesmos setores burgueses “produtivos†.

Criticamos fraternalmente o PSTU, pois não adianta fazer propaganda do socialismo e na prática se adaptar ao PSOL, sem condenar a conciliação de classes deste partido. Ao contrário, nesse momento devemos lutar pela independência política, programática e organizativa da classe trabalhadora, resgatando o programa de transição como força material nas lutas concretas. Essa é a única via para preparar a construção de um partido revolucionário no Brasil a serviço de acabar com o mal pela raiz: destruir o capitalismo e instaurar o socialismo.

Artigos relacionados: Juventude









  • Não há comentários para este artigo