São Paulo

EDUCAÇÃO EM SÃO PAULO

Das demissões a falta de papel higiênico

04 Dec 2014   |   comentários

O governo do estado de São Paulo cortou verbas escolares para compra de materiais de limpeza, escritório e pequenas reformas. Esse montante chega a quase 60 milhões reais.

O governo do estado de São Paulo cortou verbas escolares para compra de materiais de limpeza, escritório e pequenas reformas. Esse montante chega a quase 60 milhões reais. Ter condições básicas de higiene nas escolas deveria ser algo elementar, mas para o governador são apenas cifras que devem ser economizadas. Além disso, já podemos esperar que nem o mínimo da estrutura física das escolas será reformado para receber os alunos ano que vêm.

Essa medida de cortes não é isolada. Mais grave ainda é fato de que o governo pretende demitir mais de 20 mil professores temporários. Esse processo também tem como objetivo aliviar as contas públicas para que os encargos trabalhistas não sejam uma despesa de fim de ano. Na prática Alckmin já começa os ajustes e cortes na educação, já que a receita tributária do estado caiu 2,5% e a perspectiva para o ano que vêm é ainda mais grave.

É um escândalo que as escolas públicas sofram com tanta precarização. A situação já chegou a níveis calamitosos e a direção majoritária da APEOESP (PT/PCdoB) fecha os olhos para essa situação alarmante. Foram coniventes com sucessivos escândalos na categoria e mais uma vez se mantém calados frente a essas denúncias absurdas!

É necessário um basta! Basta dessa APEOESP burocrática que abandona a escola pública ao julgo de Alckmin, Hermann e cia. Os professores precisam se organizar de forma independente dos governos e da burocracia para lutar pelos seus direitos. Convidados todos a comporem o bloco do Movimento Nossa Classe e Professores Pela Base no ato contra a demissão dos professores temporários no dia 5, às 14 h na Praça da República em São Paulo. Vamos dar um grito de basta a toda forma de arbitrariedade desse governo inimigo dos trabalhadores e da educação pública.

Artigos relacionados: São Paulo









  • Não há comentários para este artigo