Sábado 20 de Julho de 2019

Movimento Operário

Universidades estaduais paulistas

Construamos a unidade pela base entre trabalhadores e estudantes

05 Jun 2006   |   comentários

A chave para fortalecer o movimento está em potencializar ao máximo as iniciativas de unificação entre funcionários e estudantes (e ainda em bem menor medida professores) que começaram a se dar. Na USP e na Unicamp, algumas unidades de ensino começaram a fazer reuniões de comandos de mobilização unificados entre estudantes e trabalhadores, dando origem a boletins unificados e atividades conjuntas. Na USP, funcionários e estudantes participam das assembléias uns dos outros. Na Unesp, foram realizadas assembléias unificadas entre estudantes e funcionários. Precisamos aprofundar essa unificação formando comando de mobilização e de greve unificados entre estudantes, funcionários e professores tanto nas unidades de ensino como geral de cada universidade e inclusive unificando as três universidades. Precisamos, a partir destes primeiros exemplos de mobilização e de unidade, ganhar setores mais amplos de professores e estudantes para participarem ativamente do movimento. Essa mobilização e unidade pela base devem dar lugar a um novo tipo de funcionamento do Fórum das Seis, que seja baseado em plenárias com delegados eleitos nas assembléias de base. Essa é a melhor forma de garantir que os setores mais combativos se coloquem na cabeça do movimento e de impedir que o Fórum das Seis levante a mobilização frente àprimeira migalha a mais oferecida pelos reitores.

Artigos relacionados: Movimento Operário , Juventude









  • Não há comentários para este artigo