Movimento Operário

LIBERDADE IMEDIATA PARA OS PETROLEIROS DE LAS HERAS!

Campanha pela absolvição dos petroleiros de Las Heras na argentina

27 Feb 2014   |   comentários

Repudiamos as injustas condenações ordenadas pelo tribunal de Caleta Olivia, no dia 12 de dezembro contra nove trabalhadores petroleiros de Las Heras, Santa Cruz, dos quais 4 foram condenados a prisão perpétua, um deles por ser menos de idade no momento dos fatos, derivou num regime especial, e a cinco anos de prisão com os cargos de coação agravada.
Os trabalhadores são condenados sem nenhuma prova, e com gravíssimas violações aos direitos humanos, pela morte do policial Sayago, ocorrida num levantamento da localidade de Las Heras no ano de 2006, quando saíram a lutar por melhores condições de trabalho. Durante o decorrer do mesmo, e nas argumentações, os advogados de defesa dos petroleiros (ameaçados constantemente pelo tribunal e sancionados) demonstraram a inocência dos trabalhadores, e a ausência de provas. O único que se pôde demonstrar foram as torturas, as sanções ilegais, e as ameaças que os petroleiros sofreram pela polícia da província durante os três anos que estiveram detidos, para a obtenção de “provas†. Uma atuação própria da ditadura militar. Denunciamos o Tribunal Oral de Caleta Olívia que levou adiante o julgamento e depois os condenou, em base a depoimentos arrancados sob tortura. O próprio fiscal Candia se atreveu a dizer com total impunidade, como mostra disso, que ele não considerava tortura “alguns golpes†.

As denúncias que se realizaram durante o processo, acompanhadas por centenas de organismos de Direitos Humanos, organizações sindicais, sociais, políticas, levaram a que a Secretaria de Direitos Humanos enviasse àCaleta Olivia um pedido de informe sobre o julgamento, que foi armado contra os trabalhadores, cheio de violações aos direitos humanos, como as brutais torturas das quais foram vítimas durante sua prisão e as ameaças constantes a suas famílias.

Essas duríssimas condenações são um dos mais graves ataques contra os trabalhadores desde 1983 por terem saído a lutar pelos seus direitos. Seu único objetivo é que esta condenação seja exemplificada para que os trabalhadores não se enfrentem às petroleiras, e às grandes patronais. Colocam um gravíssimo antecedente para todos os lutadores do país, assim como a impunidade da justiça que avaliza a condenação de trabalhadores em base a depoimentos obtidos sob tortura. A condenação aos trabalhadores não implicou prisão imediata, dando tempo que utilizaremos para conseguir uma verdadeira justiça, que é a absolvição dos companheiros.

Nos primeiros dias de fevereiro, se apela na instância de cassação no Tribunal Superior de Río Gallegos

Chamamos os sindicatos, entidades estudantis, movimentos sociais, organizações políticas de esquerda e democráticas e entidades de direitos humanos a impulsionar nos somarmos àcampanha internacional pela absolvição imediata e incondicional dos trabalhadores petroleiros de Las Heras.

Artigos relacionados: Movimento Operário , Internacional









  • Não há comentários para este artigo