Internacional

Campanha de solidariedade internacional contra a repressão de Enrique Peña Neto no México

03 Dec 2012   |   comentários

CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL CONTRA A REPRESSÃO DE ENRIQUE PEÑA NIETO

LIBERDADE IMEDIATA E INCONDICIONAL AOS PRESOS POLÃ TICOS DE 1 DE DEZEMBRO

No sábado primeiro de dezembro, milhares de jovens, professores e organizações políticas e sociais na Cidade do México e outros estados do país, saíram às ruas a manifestar seu repúdio pela tomada de posse do repressor candidato-eleito do PRI, Enrique Peña Nieto, que chega àpresidência em meio a uma escandalosa e milionária campanha midiática e com manobras fraudulentas, como a compra de votos. A juventude mexicana que ora toma as ruas é parte do movimento de juventude que, a nível internacional, está protestando contra o capitalismo, a crise e os planos imperialistas, dos Estados Unidos até o Chile, do Estado Espanhol e Grécia até a “Primavera†à rabe.

Nas imediações do Congresso da União, um imponente operativo militar que se estima em 15 mil efetivos esperava os manifestantes, dirigido pelo Estado Maior presidencial e pela Polícia Federal. Nem bem se aproximava a marcha, arremeteu-se contra os manifestantes com balas de borracha, gases lacrimogêneos, tanques d’água, cacetetes e escudos, desatando-se uma verdadeira “batalha campal†e deixando mais de uma centena de feridos graves, em particular o companheiro Carlos Valdívia, que se encontra em coma induzido. Depois da repressão em San Lázaro, os manifestantes foram violentamente atacados nas imediações do Zócalo pelos policiais do Distrito federal – governado pelo PRD – com a suposta colaboração de militares a paisana. O “democrático†governo de Marcelo Ebrard do DF declarou que os detidos serão sancionados com todo o peso da lei, ameaçando imputar-lhes delitos com penas de 5 a 30 anos. Estima-se que são mais de 100 detidos, a maioria jovens dentre 16 e 20 anos. Esta repressão e a ameaça de duras condenações buscam também dar lições a qualquer setor juvenil e dos trabalhadores que busque mobilizar-se contra os planos que se tentarão votar no Congresso.

Os abaixo assinados repudiamos energicamente a repressão do PRI e do PRD – avalizada pelo PAN – e exigimos a liberdade imediata e incondicional de todos os presos políticos de 1 de dezembro. Chamamos as organizações políticas, operárias, da juventude e de direitos humanos em todo o mundo a assinar o presente pronunciamento e realizar ações de apoio e solidariedade aos jovens mexicanos.

Presos políticos, liberdade!

Envie sua assinatura para ler-qi@ler-qi.org

Artigos relacionados: Internacional









  • Não há comentários para este artigo