Movimento Operário

Apresentação do livro "A precarização tem rosto de mulher" durante a greve das terceirizadas da USP: "Cinco anos depois a história se repete, e se aprofunda. Não começamos do zero"

14 Apr 2011   |   comentários

Em meio a esta revolta das terceirizadas, as Edições ISKRA e o grupo de mulheres Pão e Rosas publicaram o livro “A precarização tem rosto de mulher†que conta justamente a história de luta das trabalhadoras terceirizadas da USP em 2006. O livro é organizado por Diana Assunção, Diretora do Sintusp e dirigente da LER-QI.

Cinco anos depois a história se repete como continuidade, e desta vez mais profunda, já que se tiraram lições da luta anterior – não começamos do zero. Hoje, é necessário entender a necessidade de que toda a energia voltada para esta luta, para arrancar estes direitos, também seja canalizada em organização dos homens e mulheres que decidirem ser donos de seus próprios destinos. As mulheres, nesse caminho, podem sempre cumprir um papel de linha de frente se se tornam conscientes da opressão e da necessidade de combatê-la como parte da luta contra esse sistema de exploração.

Entre em contato conosco para obter o livro através de ler-qi@ler-qi.com ou com nossos militantes

Artigos relacionados: Movimento Operário , Gênero e Sexualidade









  • Não há comentários para este artigo