Teoria

LANÇAMENTO EDITORA CENTELHA

A História do Trotskismo Norte-Americano (de JP Canon)

30 May 2013   |   comentários

Publicamos este livro levando em conta que as experiências narradas por James Patrick Cannon constituem, até hoje, um vivo exemplo para atuação e construção de um grupo revolucionário. As experiências deste revolucionário, primeiro na formação do PC estadunidense e depois na formação do grupo ligado àOposição de Esquerda Internacional e que cumpriu um papel fundamental na formação da IV Internacional se constitui como um vivo manancial de exemplos para nós, das anedotas, às generalizações: as grandes batalhas para clarificação programática na vanguarda, os grandes exemplos na luta de classes como a exemplar preparação e condução da greve dos caminhoneiros de Minneapolis em 1934, os debates internos e as audaciosas táticas para construção de um partido revolucionário, são algumas das passagens marcantes e repletas de ensinamentos destas conferências. As doze conferências que seguem mostram o relato de Cannon para formação daquilo que primeiro se constituiu como a Liga Comunista da América, depois após fusão com um grupo centrista (American Worker’s Party – Partido dos Trabalhadores Americanos) que evoluía àesquerda e vinha de importantes experiências no movimento operário formaram juntos o Partido dos Trabalhadores dos EUA, e depois o Partido Socialista dos Trabalhadores (SWP na sigla em inglês).

Neste relato presenciamos a dura batalha que era a construção de uma organização revolucionária no principal país capitalista do planeta e sob dois intensos fogos inimigos. Por um lado um relativamente forte PC (que comparado ao trotskismo norte-americano era muito forte), que gozava de prestígio junto aos trabalhadores graças a catástrofe capitalista de 1929 que contrastava com os sucessos (contraditórios, mas que não apareciam assim às massas) do plano quinquenal conduzido pelo stalinismo, e por outro lado sob a pressão de uma forte opinião pública “democrática†anti-stalinista mas que por via de seu anti-stalinismo também abrigava tendências amplas de negação do marxismo e mesmo de conciliação com seu imperialismo “democrático†. Debaixo destes dois fogos, lutando inclusive com os punhos por sua integridade física contra o stalinismo que buscava dissolver suas reuniões públicas, Cannon e o SWP construíram uma organização revolucionária.

O dirigente histórico do Socialist Workers Party, James Patrick Cannon, conta, nas diversas palestras que constam deste livro, a história de um partido e seus dirigentes, alguns deles como o próprio Cannon que após montarem frações no velho Partido Socialista Norte-Americano que dividiu-se entre apoiar ou não a revolução russa, construíram o PC dos EUA, romperam e foram expulsos do mesmo por passarem a defender as posições do revolucionário russo Leon Trotski em meio ao processo de contrarrevolução estalinista na URSS e degeneração centrista da III Internacional. Este relato combina-se a outros materiais que chamamos os leitores a conhecer como as cartas no rico intercâmbio que Trotski, manteve com este que era o mais dinâmico grupo da nascente Quarta Internacional durante sua vida.

Para adquirir o livro escreva para: dflivros.lucia@gmail.com

Artigos relacionados: Teoria









  • Não há comentários para este artigo